• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Preservação Moradores temem demolição do último sobrado da Estrada do Encanamento Vereadora Isabella de Roldão denunciou o caso à Dircon, que deverá fiscalizar o local ainda nesta terça-feira

Por: Patrícia Fonseca - Diario de Pernambuco

Publicado em: 29/03/2016 11:15 Atualizado em: 29/03/2016 16:23

Último sobrado da Rua do Encanamento fica foi construído em 1910. Foto: Isabella de Roldão/ Reprodução/ Facebook
Último sobrado da Rua do Encanamento fica foi construído em 1910. Foto: Isabella de Roldão/ Reprodução/ Facebook
Moradores da Zona Norte do Recife temem que o último sobrado que resiste de pé na Estrada do Encanamento seja demolido. Nessa segunda-feira, quem passou pela via foi surpreendido pela derrubada completa dos muros que cercam o imóvel, construído em 1910. Diante do risco, a vereadora Isabella de Roldão (PDT) abriu uma denúncia junto à 3ª Gerência Regional da Diretoria de Controle Urbano (Dircon), em Casa Amarela.

De acordo com a chefe de gabinete da parlamentar, Germana Acioly, a primeira informação repassada no local era de que o objetivo da intervenção seria realinhar o muro. No entanto, a questão será averiguada para evitar uma demolição às escondidas, como já aconteceu com diversos imóveis antigos no Recife. A Dircon se comprometeu a enviar uma fiscalização ao local ainda nesta terça-feira.


Todos os muros que cercam o imóvel foram demolidos. Foto: Isabella de Roldão/ Reprodução/ Facebook
Todos os muros que cercam o imóvel foram demolidos. Foto: Isabella de Roldão/ Reprodução/ Facebook


Em sua conta na rede social Facebook, a vereadora acrescentou que pretende, com a medida, saber se há autorização de obra ou demolição. "Quem quiser também pressionar por lá, os telefones são os seguintes: 3355.2702 / 3355.2707", convida.

Na casa de número 742 no bairro do Parnamirim, moraram por 30 anos os avós de Germana, que se soma, de maneira singular, aos que temem perdê-la de vista. "Nasci nessa casa... minha ideia de amor e família têm raízes ali..... Ah quanta lembrança mora neste jardim, neste piso, nestas paredes!A casa da minha avó Consy.... e o trator passando por cima de tudo! O último sobrado da estrada do encanamento...", escreveu, acrescentando que o imóvel alugado por três décadas por sua família, pertenceria tradicionalmente à família Lundgreen.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.