Chuvas Inauguração da mostra Tengo Lengo Tengo é adiada

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 13/06/2019 13:25 Atualizado em: 13/06/2019 14:54

Foto: Francisco Andrade
Foto: Francisco Andrade
A inauguração da exposição Tengo Lengo Tengo, que também contaria com o lançamento da biografia João Câncio - Padre vaqueiro, foi adiada para o domingo (16), às 14h, no museu Cais do Sertão. Inicialmente, o evento estava marcado para a quinta-feira (13), a partir das 19h. O adiamento é consequência das fortes chuvas que acometeram Pernambuco, sobretudo no Grande Recife. Assim, a estreia da mostra será no mesmo dia em que será realizada a Missa do Vaqueiro, na área externa do equipamento cultural.

A mostra tem curadoria de Rinaldo Carvalho e propõe uma viagem sensorial ao universo e à cultura sertaneja. Em cartaz até 27 de agosto, é dividida em três seções. Já o livro tem texto e pesquisa do jornalista Vandeck Santiago, editor-executivo do Diario. As fotografias são do arquivo da Fundação João Câncio, além de Fred Jordão e Alcir Lacerda. Editado pela DG Design Gráfico, com apoio cultural da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), o livro ainda conta com uma apresentação de Helena Câncio, viúva do biografado que morreu em 1989 após um enfarte.

SERVIÇO ATUALIZADO
inauguração da exposição Tengo Lengo Tengo, lançamento de Padre João Câncio e Missa do Vaqueiro
Onde: Cais do Sertão (Armazen 10, Av. Alfredo Lisboa, s/n - Recife)
Quando: domingo (16), a partir das 14h
Quanto: Entrada gratuita


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.