Educação No Recife, Maurício de Souza revela planos futuros para a Turma da Mônica

Por: Mariana Fabrício - Diario de Pernambuco

Publicado em: 08/06/2019 06:16 Atualizado em:

Foto: Mandy Oliver/DP Foto. (Foto: Mandy Oliver/DP Foto.)
Foto: Mandy Oliver/DP Foto.

Uma das principais marcas mantidas pela Turma da Mônica nesses 60 anos de história é a participação na alfabetização de gerações, mesmo sem estar dentro das escolas. Ao menos até agora. A partir do próximo ano as criações do cartunista Maurício de Souza devem ganhar um viés educativo com materiais paradidáticos que serão lançados em filmes, séries e vídeos. O quadrinista esteve em Olinda, nesta sexta (7), para inaugurar o Parque da Turma da Mônica, primeira atração do tipo no Nordeste. Ao falar com a imprensa, ele revelou os projetos futuros que deve estampar os traços da turminha. “Eu tenho que pensar em criar projetos ligados à educação. É isso que vem com força a partir de agora. Todos os projetos terão como viés a educação ao lado da diversão e do entretenimento”, garantiu Maurício de Souza.

Exemplares desses materiais paradidáticos já estão em circulação no Japão, inclusive para auxiliar na integração de crianças imigrantes ao novo país. “Temos resultados muito bons, já entramos nas escolas, inclusive com a mão do governo japonês. Os consulados estão distribuindo as revistas em diferentes línguas, principalmente aos filhos de imigrantes. Estamos orientando essas crianças a se adaptarem à cultura diferente. Não tem fim o que a gente pode fazer para o nosso público”, determina o fundador do estúdio. 

Em meio à ebulição com relação aos cortes na pasta da educação, Maurício descarta que exista qualquer relação com a iniciativa e diz que se trata de um projeto antigo. Mas que por falta de entendimento com os antigos ministros da educação, a ideia não saiu do papel. Por isso, neste momento o plano será criado pela própria equipe de grupo é apresentado ao poder público. 

O projeto será encabeçado por uma equipe de pedagogos, já que o foco é falar diretamente com o público infantil com o objetivo de melhorar o desempenho escolar. “Eu gosto de ter essa liberdade para seguir o que eu sinto que a criança está querendo, gostando e precisando para ter melhor aproveitamento escolar. Cada governo em seus métodos e ideologia que podem não se entender com o estilo mais livre que quero implantar nesse material. Livre de sistemas e próximo ao que a criança gosta. Para quem tem dez filhos como eu, já treinei bastante. Aprendi muito com eles e sinto nos olhos se a criança está assimilando. E precisamos disso: crianças felizes com aprendizados. Eu quero ensinar crianças a ler, ter liberdade de criação e pensamento”, almeja o cartunista.

Geração 12

Uma revista em Mangá será lançada no próximo mês de julho com os personagens da Turma da Mônica. A publicação será voltada para faixa adolescente. O projeto também será lançado no Japão, já que o estilo diz respeito às ilustrações produzias originalmente naquele país. Através desta edição especial, o estúdio pretende expandir as publicações para atender ao público jovem e adulto. “Com esse estilo, alcançamos uma faixa de público que está no Mangá. A Turma aparece na revista aos 12 anos de idade aberta para o mundo”, revela Maurício de Souza.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.