aniversário Diana Ross completa 75 anos: 'Quero continuar me sentindo bem assim'

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 26/03/2019 16:20 Atualizado em: 26/03/2019 16:48

Foto: Robyn Beck/AFP Photo
Foto: Robyn Beck/AFP Photo
A cantora norte-americana Diana Ross celebra, nesta terça-feira (26), mais um ano de vida. A diva pop, que ganhou fama como a líder do grupo The Supremes, completa 75 anos de idade e coleciona hits e fãs por onde passa até hoje.

A artista usou as redes sociais para agradecer as felicitações recebidas de diversos amigos, familiares e admiradores. A atriz Debbie Allen, conhecida pelo papel de Catherine Fox no seriado Grey's Anatomy foi uma das celebridades a festejar a data no Instagram.

"Escolhendo o amor e a vida. 75 é um bom número. Eu gostaria de continuar me sentindo bem  assim para sempre. Agradeço a todos".

"Agradeço ao mundo, a fonte, ao universo pelo tempo que passo aqui. Obrigado, obrigado, obrigado, obrigado. Vida e Amor, vocês são incríveis".

"Parabéns Ms. Ross! Com graça e glamour, Diana Ross deflagrou as trilhas para provar que, em uma indústria dominada por homens, as mulheres negras podem ter sucesso ao mostrarem-se autênticas. E quando fazemos, nós vencemos!"
 
Com 60 anos de carreira, a artista participou do girl group The Supremes entre 1959 e 1970. Foi na formação de Diana que o grupo emplacou sucessos como You can't hurry love, Where did our love go e Baby love. Após o show no Hotel Frontier, em Las Vegas, no ano de 1970, a cantora anunciou que deixaria a banda e que Jean Terrell iria a substituiria.

Pouco tempo depois, a cantora lançou o primeiro álbum solo, homônimo, Diana Ross, ainda em 1970. Nele, Reach out and touch (somebody’s hand) alcançou a 20ª posição na Billboard Hot 100 e Ain't no mountain high enough, hit indicado ao Grammy de Melhor performance vocal pop feminino. Foi essa faixa que concedeu a Ross um disco de ouro. A diva conta, ainda, com outros 24 discos após este clássico.

Em novembro de 2016, o então presidente norte-americano, Barack Obama, concedeu a Diana Ross a 'Presidential Medal of Freedom', (Medalha Presidencial da Liberdade, em livre tradução). A honraria é considerada a maior condecoração civil estadunidense, concedida somente pelo presidente dos Estados Unidos àqueles indivíduos que contribuiram à segurança ou para interesses nacionais dos país, como paz mundial, cultural ou outras importantes iniciativas públicas e privadas.

A diva era muito próxima de outro ícone da música mundial, Michael Jackson. Diana, inclusive, foi incluída no testamento do amigo e, na ausência da mãe de Michael, é a próxima na função de guardiã dos filhos do rei do pop.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.