parceria Fundação Joaquim Nabuco e Sudene assinam termo de cooperação em prol do Nordeste Documento será firmado até maio e deverá unir o Banco do Nordeste

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/02/2019 17:00 Atualizado em: 11/02/2019 16:32

Foto: Cortesia/Fundaj
Foto: Cortesia/Fundaj

Até maio, a Fundação Joaquim Nabuco, instituição ligada ao Ministério da Educação e a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, órgão do Ministério do Desenvolvimento Regional devem assinar um documento estabelecendo uma parceria em prol da região Nordeste. De acordo com a Fundaj, um terceiro parceiro deverá ser o Banco do Nordeste, entidade do Ministério da Economia.  

Os primeiros passos para o acordo foram discutidos nesta segunda-feira (11) em reunião na sala do Conselho Deliberativo da Fundaj, no Campus Casa Forte. Segundo Robson Silva, assessor do Ministério da Educação, a expectativa é gerar mais resultados no Nordeste, principalmente através da educação. "Espera-se que com esse acordo a gente possa expandir a ação do MEC, levando educação de qualidade e a possibilidade que, de acordo com as necessidades regionais, se possa alcançar resultados de interesse", explicou. 

Para o presidente da Fundaj, Alfredo Bertini, a meta da parceria é transformar a realidade nordestina. "Esses três órgãos têm como contribuir de forma decisiva para esse processo. A Fundaj entra com pesquisa, formação, capacitação, avaliação das políticas e treinamento dos gestores", explicou.

Atualmente, o órgão trabalha com um sistema de mapeamento interno para determinar tecnologias, tanto de ponta quanto sociais, que auxiliem na distribuição de água para moradores da Zona Rural. "É inevitável não entrar no assunto da seca no nordeste. Essa parceria é fundamental e junta instituições muito fortes com atuação histórica na região, que estão tentando se reinventar dentro de um novo contexto," disse o coordenador geral de Estudos, Pesquisas, Avaliação, Tecnologia e Inovação da Sudene, Ademir Vilaça.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.