• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Proibida na Venezuela, série sobre Hugo Chávez estreia no Brasil Com 60 episódios, a produção é estrelada pelo colombiano Andrés Parra

Por: Fernanda Guerra - Diario de Pernambuco

Publicado em: 06/03/2017 20:42 Atualizado em: 06/03/2017 19:06

Após interpretar Pablo Escobar, Andres Parra dá vida ao líder político. Foto: TNT/Divulgação
Após interpretar Pablo Escobar, Andres Parra dá vida ao líder político. Foto: TNT/Divulgação
Primeira série de televisão sobre Hugo Chávez, O comandante desperta polêmica desde o anúncio da produção. Com 60 episódios, a série chega ao Brasil nesta segunda-feira, à meia-noite, no TNT. Inspirada no líder político, a trama divide opiniões entre seguidores e opositores do estadista venezuelano, morto em 2013. A série de Moisés Naím, dirigida por Henry Rivero e Felipe Cano Ibanéz, é um prato cheio para quem gosta de seriados sobre bastidores políticos, que misturam ambição, poder e ideologia, particularidades expostas em tramas ficcionais populares como Veep (HBO) e House of cards (Netflix).

A produção segue a cronologia da vida de Chávez, desde a infância, passando pelo sonho de ser jogador de beisebol na adolescência, chegando ao período como militar e, posteriormente, à presidência do país, quando se tornou um dos líderes políticos mais importantes do mundo. O perfil desafiador do ex-presidente é uma das características incorporadas pelo protagonista colombiano Andrés Parra. É a segunda produção biográfica estrelada por Parra que ultrapassou as fronteiras da Colômbia.

A primeira foi em Pablo Escobar: El patrón del mal, disponível no Net Now e na Netflix. Há quem diga que o carisma e a semelhança do ator prejudicaram a recepção da série Narcos (Netflix) na terra do narcotraficante, já que o seriado estrelado por Parra teve expressiva projeção. Em recentes entrevistas sobre a série, o colombiano se refere a Chávez como um "monstro da comunicação". A atração, produzida pela Sony, foi gravada na Colômbia.

Com a estreia, Hugo Chávez entra na lista de líderes políticos que ganham produções televisivas. Fidel Castro, morto em novembro do ano passado, será tema de Infidel, produzida pela Fox. O canal lançará a trama em 2018, mas as gravações devem começar ainda neste ano. Diferentemente de O comandante, no qual o viés político predomina, a vida amorosa do líder cubano ganhará protagonismo.

Disponível na Netflix, a série The crown também se concentra na ascensão da rainha Elizabeth II a partir dos bastidores da família real. A produção de Peter Morgan venceu as categorias Melhor Série e Atriz no Globo de Ouro deste ano. A segunda temporada está na fase das filmagens, mas não há data definida para estreia.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.