• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Pernambucano diretor do documentário Bichas é convidado do Amor & Sexo Marlon Parente estará no programa desta quinta-feira (2) para falar sobre o processo de produção do filme, lançado no ano passado e disponível na internet

Por: Matheus Rangel

Publicado em: 02/03/2017 08:26 Atualizado em: 02/03/2017 09:22

O projeto tem como cerne a apropriação do termo que dá nome ao filme, tido como pejorativo, como forma de empoderamento e autoaceitação. Foto: Fernando Cysneros/Divulgação
O projeto tem como cerne a apropriação do termo que dá nome ao filme, tido como pejorativo, como forma de empoderamento e autoaceitação. Foto: Fernando Cysneros/Divulgação


A diversidade continua na pauta principal da décima temporada de Amor & sexo, atração comandada por Fernanda Lima nas noites das quintas-feiras na Globo. O pernambucano Marlon Parente é um dos convidados do programa que vai ao ar hoje, às 23h10. Ao lado da drag queen potiguar Kaya Conky - alcunha para Igor Ferreira -, ele compartilha a experiência de produzir e dirigir o documentário Bichas, lançado em fevereiro do ano passado, do qual Igor faz parte como entrevistado.

Com mais de 615 mil visualizações, o filme, disponibilizado no YouTube, destrincha a ressignificância do termo "bicha" para seis jovens gays e suas respectivas lutas por respeito na família, na escola ou no ambiente de trabalho. O projeto tem como cerne a apropriação do termo que dá nome ao filme, tido como pejorativo, como forma de empoderamento e autoaceitação. Para ilustrar a discussão, Fernanda Lima recriou uma parada LGBT no palco do programa e levou convidados de cada uma das letras da sigla (que representa lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) para comentar.

"Acho o Amor & sexo uma vitrine muito didática, porque explica coisas que as pessoas não querem ouvir. Fernanda faz tudo isso com uma dinâmica muito feliz, sem o tradicional tom melancólico, chamando pessoas de cada uma das letrinhas para contar suas experiências - às vezes não muito boas -, respeitando os seus lugares de fala", acredita Marlon. "Falamos sobre o processo de produção e edição. Contei que o filme é uma resposta de autoafirmação que serviu de ajuda para mim e para outras pessoas", afirma. Entre os destaques desta temporada estão o tema sexo na terceira idade e o dueto entre Karol Conka e Elza Soares para debater feminismo.

Assista ao documentário Bichas:



Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.