• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Ícone Fotógrafo francês Marc Riboud morre aos 93 anos Definindo-se mais como fotógrafo do que como fotojornalista, ele gostava de levar o tempo necessário para capturar, em preto e branco, imagens de momentos cruciais

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 31/08/2016 19:45 Atualizado em: 31/08/2016 18:47

Em 60 anos de carreira, suas fotos foram publicadas em inúmeras revistas, como Life, Geo, National Geographic, Paris Match e Stern. Foto: Joel Saget / AFP
Em 60 anos de carreira, suas fotos foram publicadas em inúmeras revistas, como Life, Geo, National Geographic, Paris Match e Stern. Foto: Joel Saget / AFP


O fotógrafo francês Marc Riboud, cujas imagens são mundialmente conhecidas, como a "Fille à la fleur" (Menina com flor), que mostra uma militante contra a guerra do Vietnã enfrentando as baionetas dos soldados, faleceu nesta terça-feira (30), aos 93 anos.

Mais fotógrafo do que fotojornalista, ele gostava de capturar, em preto e branco, imagens de momentos cruciais em um mundo em mudança. Seu olhar era capaz de captar instantes de graça e fotos como "Peintre de la Tour Eiffel" (Pintor da Torre Eiffel), que viraram ícone no século XX. "Não tenho qualquer mérito, a não ser ter subido a pé as escadas em caracol da Torre", comentou em 2009, sobre a imagem.

Foi depois de vender o negativo desta foto à revista americana Life, em 1953, que o até então jovem engenheiro de 30 anos, procedente de uma família da burguesia de Lyon (leste), se tornaria fotógrafo e conheceria Henri Cartier-Bresson e Robert Capa, que o convidaram a fazer parte da prestigiosa agência Magnum. 

Em 60 anos de carreira, suas fotos foram publicadas em inúmeras revistas, como Life, Geo, National Geographic, Paris Match e Stern. "A maior parte do tempo, passeio, eu passeio muito", comentou certa vez, explicando sua singularidade. "Não sou um fotojornalista, tampouco um artista, sou fotógrafo, e isso é tudo. Não sou sempre bom, mas tento", insistia.

Nascido em 24 de junho de 1923 perto de Lyon, em uma família de 7 filhos, irmão de Antoine, futuro fundador e presidente do gigante do setor agroalimentício Danone, e de Jean, que presidiria a Schlumberger (empresa de serviços petroleiros), Marc Riboud começou a fotografar aos 14 anos com uma câmera Vest Pocket preta utilizada por seu pai nas trincheiras da guerra.




Acompanhe o Viver no Facebook:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.