• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Johnny Hooker regrava clássico sertanejo para a minissérie Justiça Pernambucano deu voz a versão de Pense em mim, popularizada nos anos 1990 nas vozes de Leandro e Leonardo

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 22/08/2016 10:22 Atualizado em: 22/08/2016 10:38

Johnny Hooker regravou Pense em Mim para a minissérie Justiça, da Rede Globo. Foto: Youtube/Reprodução
Johnny Hooker regravou Pense em Mim para a minissérie Justiça, da Rede Globo. Foto: Youtube/Reprodução

Clássico do sertanejo dos anos 1990, a canção Pense em mim (Douglas Maio, José Ribeiro, Mário Soares) foi regravada na voz do músico pernambucano Johnny Hooker para a trilha sonora da minissérie Justiça, que estreia nesta segunda (22), às 23h, na Rede Globo.

“Regravei o clássico Pense em mim a convite do diretor José Luiz Villamarim e do Eduardo Queiroz, responsável pela trilha, especialmente para Justiça”, publicou Hooker em sua página no Facebook, na qual o vídeo com trecho da música acumula 2,7 mil compartilhamentos e 8,5 mil curtidas em pouco mais de 12 horas. "Que delícia escutar Pense em mim interpretada por você, que visceral. Amei e parabéns!", escreveu uma internauta. "Nunca tinha prestado atenção nessa música, na tua voz comecei a reparar o quanto ela toca na alma", postou outro.


Pense em mim foi originalmente gravada para o LP/CD Leandro e Leonardo, o quarto álbum da dupla Leandro e Leonardo, lançado em 1990. O projeto, prensado pela gravadora Chantecler, emplacou outro grande hit na mesma época, Desculpe, mas eu vou chorar (César Augusto, Gabriel).

Na minissérie global, outros nomes pernambucanos também integram a trilha sonora, como Otto, Nação Zumbi, Dominguinhos, Reginaldo Rossi e o trio Frevotron (DJ Dolores, Maestro Spok e Yuri Queiroga). O enredo de Justiça gira em torno de quatro personagens centrais, detidos e presos no mesmo dia, por diferentes crimes. Reclusos por sete anos, suas histórias se cruzam e eles saem da prisão em busca de diferentes objetivos de vingança.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.