• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Polêmica Rafinha Bastos critica Gugu, BBB e Inês Brasil em vídeo sobre Pokémon Go Por causa do vídeo, o humorista brigou ao vivo com o apresentador Otávio Mesquita

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 21/07/2016 18:35 Atualizado em:

Foto: Rafinha Bastos/Divulgação
Foto: Rafinha Bastos/Divulgação


O humorista Rafinha Bastos entrou na lista dos milhares de brasileiros que aguardam ansiosamente pela estreia do jogo Pokémon Go, da Nintendo, no país. Ainda sem previsão de lançamento em terras brasucas, o game para celular no qual os jogadores podem capturar os próprios pokémons gerou confusão em vários lugares da Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos, onde já foi lançado, por aglomerar caçadores dos bichinhos.

As razões do comediante, entretanto, são bem diferentes do público em geral, embora diga, no vídeo, ser fã da marca e ter jogado Mario, Donkey Kong e Zelda. A produção, de aproximada três minutos, gerou uma briga com Otávio Mesquita, transmitida ao vivo pela rádio Jovem Pan. "Seu merda", xingou o apresentador.

"Eu não conheço o jogo e, devo confessar, eu não estou nem aí, mas tem uma coisa que eu sei: nós precisamos desse jogo. Na verdade, o Brasil precisa de todo tipo de entretenimento, porque nós sofremos muito com o entretenimento que nós mesmos criamos", introduz ele no vídeo, no qual apresenta dez "consideramos entretenimento" no país.

Em texto bastante cítico, Rafinha elenca a Banheira do Gugu ("quadro no qual uma gostosa desempregada e uma celebridade falida brigam para achar sabonetes"), Galinha Pintadinha ("o crack para crianças, com músicas que "viciam crianças num claro pacto com o demônio"), Otávio Mesquisa ("senhor de 74 anos que pensa que tem 15 e se acha muito engraçado, mas ninguém concorda"), Grupo Polegar ("banda tão problemática que o cantor virou viciado em heróina"), Esquenta! ("programa de televisão no qual 620 pessoas dançam samba, jogam capoeira, gritam e berram num estúdio de oito metros quadrados"), Big brother ("que não parece que vai parar"), Encontro com Fátima Bernardes ("programa no qual uma mulher muito, muito rica faz de conta estar interessada numa feijoada"), Videocassetada ("um gordo faz piadas velhas enquanto assiste a outros gordos caírem no chão"), Os dez mandamentos ("novela baseada na Bíblia onde todo mundo parece instrutor de crossfit e toda mulher parece uma Kardashian"), Inês Brasil ("não sei como descrever essa bosta").

"Triste, né? Eu sei. Então eu sou vou pedir uma coisa: traga o Pokémon Go para o Brasil. Deixa a gente entrar no mundo do Pokémon, porque, francamente, qualquer mundo é melhor do que esse em que a gente está vivendo", finaliza.

Assista ao vídeo:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.