• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Web Bianca Andrade, do Boca Rosa, traz peça ao Recife e adianta: Podem se preparar para sorrir muito YouTuber se apresenta no Teatro RioMar neste sábado (23), às 17h30 e 20h30, e domingo (24), às 18h

Por: Marcela Assis - Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/04/2016 20:01 Atualizado em: 19/04/2016 20:03

 

Bianca Andrade soma mais de três milhões de inscritos no canal Boca Rosa. Foto: Míddia/Divulgação
Bianca Andrade soma mais de três milhões de inscritos no canal Boca Rosa. Foto: Míddia/Divulgação

Bianca Andrade tinha 16 anos quando gravou, entre "gambiarras", como costuma relatar, o primeiro vídeo. "Espero que amem, porque eu estou amando fazer isso", disse, ainda tímida, diante de uma câmera, no próprio quarto. Cinco anos depois, o que para a carioca era apenas um desejo despretensioso virou realidade visível a cada nova publicação no canal Boca Rosa. Hoje, ela soma uma média de 300 mil visualizações por postagem e quase nove milhões de seguidores, entre Instagram, Facebook e YouTube.

Confira o roteiro de teatro do Divirta-se

Em março deste ano, o sucesso da internet migrou para o teatro com Boca Rosa - A peça. "Com o espetáculo, eu quero dar um gás para as pessoas, fazer acreditarem que, se eu consegui alcançar tudo isso, elas conseguem também. Tem sido muito bom ver rostos felizes e, ao mesmo tempo, emocionados. O que a gente faz no palco é totalmente diferente do que já fiz", destaca a YouTuber. A produção chega ao Teatro RioMar neste sábado (23), em duas sessões, às 17h30 e às 20h30. No domingo (24), a apresentação será às 18h.

Como enredo, a história da carioca, que na adolescência, enquanto cascavilhava vídeos na internet, descobriu uma paixão: tutoriais de maquiagem. Na montagem, ela relembra momentos marcantes, desde a infância, no Complexo da Maré, região da Zona Norte do Rio de Janeiro, até o sucesso com o YouTube. Entre os cenários, o Cantinho BR, nome que deu ao estúdio onde grava vídeos, sempre introduzidos pelo bordão "Oi, goxxxtosas!". "Eu acho importante criar algo com que as pessoas se identifiquem. No palco, eu também falo 'goxxtosas', 'craro' e outras coisas que digo nos vídeos", antecipa.

No elenco, além de Bianca Andrade, está a atriz Bia Guedes (Betina), que representa as fãs da YouTuber. Durante o espetáculo, além de atuar, a carioca dança e canta músicas de artistas como Ludmilla, Anitta e Ariana Grande. A experiência, revela, tem despertado uma nova paixão na Boca Rosa: "Definitivamente, estou apaixonada pelo teatro. Eu amo estar no palco, na TV, fazer vídeos para o canal… Tudo isso. Se surgirem novas oportunidades, vou agarrar".

Para a apresentação na capital pernambucana, a carioca reservou o mesmo carinho que costuma compartilhar entre vídeos e posts. "Quero deixar uma mensagem para que as pessoas saiam da peça mais sonhadoras. Desde o início, eu queria que o espetáculo fosse inspirador, bem engraçado, algo para contar situações boas e ruins. Nada foi fácil até eu chegar onde cheguei, mas eu quero mostrar que sou igual a qualquer um".

Entrevista// Bianca Andrade, YouTuber

Você está acostumada a falar com milhares de pessoas através das câmeras. Como tem sido fazer o mesmo diante de uma plateia?
É incrível, apaixonante e cativante! É um sonho viver isso pessoalmente. A peça veio justamente para dar essa sensação de proximidade. Eu quero dar um gás para as pessoas, fazer acreditarem que, se eu consegui alcançar tudo isso, elas conseguem também. Tem sido muito bom ver rostos felizes e, ao mesmo tempo, emocionados. O que a gente faz no palco é totalmente diferente do que já fiz. Com certeza, atuar virou uma das minhas paixões.

Pretende seguir por esse caminho, além do Boca Rosa?
Definitivamente, estou apaixonada pelo teatro. Eu amo estar no palco, na TV, fazer vídeos para o canal… Se surgirem novas oportunidades, vou agarrar.

Seus vídeos são fonte de inspiração para muitas meninas. De onde você tira a sua?
A minha inspiração veio, desde o início, de Andreza Goulart. Foi através dela que tive a vontade de fazer o canal e me inspirei para os primeiros vídeos. Às vezes, eu assisto aos vídeos antigos dela e lembro da época em que eu ainda sonhava em ter um canal.

Sua família é tão presente nos seus vídeos e redes sociais, que acaba ganhando o carinho dos seus seguidores. Como reagem a isso?

A minha mãe tem um respeito enorme pelas 'goxxxtosas', ela ama o carinho que recebe. O Nando [namorado] também, apesar de ser tímido, gosta muito, fica bastante feliz e me estimula. Eles gostam de fazer parte disso.

Quem te acompanha desde o começo, percebe o quanto você amadureceu, como pessoa e como YouTuber. Ainda há muitos sonhos a serem realizados?
Há muitos sonhos ainda! Muitos mesmo (risos), sempre tem!

…A julgar pelos vídeos, um deles é tirar carteira de motorista, né?
É (risos). Tenho esperança de que um dia eu consiga! Agora não dá por causa da correria, mas quando tudo acalmar, vou me dedicar a isso. Será até melhor para mim, já que vivo carregando muitas coisas do canal.

Você tem mais seguidores no Instagram do que a cantora Sandy Leah, por exemplo. Isso ainda te surpreende?
Nossa, me surpreende muito. A cada milhão, eu comemoro, pulo, grito. Eu sempre penso 'o que vem por aí agora?'. Eu fico muito feliz com tudo isso.

Qual a importância de um bordão para uma YouTuber?

Eu acho importante para criar algo com que as pessoas se identifiquem. O que falo peguei com amigas, coisas que eu já falava, é natural. No palco, eu também falo 'goxxtosas', 'craro' e outras coisas que digo nos vídeos.

O que os pernambucanos podem esperar da peça?
Podem se preparar para sorrir e se emocionarem muito, e ao mesmo tempo (risos). Quero deixar uma mensagem para que as pessoas saiam da peça mais sonhadoras. Desde o início, eu queria que fosse inspirador, bem engraçado, algo para contar situações boas e ruins. Nada foi fácil até eu chegar onde cheguei, mas eu quero mostrar que sou igual a qualquer um.

>>Vídeos

Tutorial




Viagens



Tags



Inspiração



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.