• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música MIMO divulga programação completa de shows e concertos em Olinda Gilberto Gil, Jards Macalé e Nouvelle Vague estão entre as atrações

Publicado em: 01/08/2013 13:16 Atualizado em: 01/08/2013 13:51

Jards Macalé fará show na Praça do Carmo e é tema de documentário. Foto: Rui Mendes/ Divulgação
Jards Macalé fará show na Praça do Carmo e é tema de documentário. Foto: Rui Mendes/ Divulgação
 
Foi divulgada nesta quinta a programação completa da Mimo, a Mostra Internacional de Música de Olinda. Gilberto Gil, Jards Macalé, Nelson Freire, Raul de Souza, Fortuna, Ibrahim Maalouf, Omas Sosa, Isaac Karabtchevsky e Nouvelle Vague estão entre as principais atrações. Os shows, recitais e concertos ocorrem em igrejas e praças olindenses (apenas um concerto ocorre no Recife este ano, no Teatro de Santa Isabel). Há também mostras de cinema, cursos, debates e exposições. O evento também ocorre em Ouro Preto (MG) e Paraty (RJ).

Em Olinda, a Mimo ocorre de 5 a 8 de setembro, com acesso gratuito. Os ingressos são distribuídos no dia das apresentações, a partir das 17h, na Biblioteca de Olinda (Praça do Carmo).

Veja a programação completa com sinopses oficiais de cada atração:

P R O G R A M A Ç Ã O  

CONCERTOS
 
DUO MILEWSKI & FORTUNA (Brasil)
6/09 OLINDA | MOSTEIRO DE SÃO BENTO 18H
O Duo Milewski, que, desde 2004, faz concorridos recitais no Festival MIMO, convida a cantora e compositora Fortuna para apresentar o concerto Canções ladinas e um violino iídische. Para o inédito encontro do duo (formado pelo violinista Jerzy Milewsky e a pianista Aleida Schweitzer) com a cantora, foram selecionadas canções ladinas, árias de Pablo Sarasate, czardas, cirandas e choros, como Naquele tempo, de Pixinguinha e Benedito Lacerda, arranjado à moda klezmer (música não-litúrgica judaica). Fortuna pesquisa tradições musicais esquecidas e canta em ladino, a língua dos judeus da Península Ibérica, que refletem aspectos da cultura sefaradita, permeadas pela sensualidade espanhola, o ritmo dos mouros e o lamento judaico. Em Paraty, o recital será apenas do Duo Milewski, que preparou um programa dedicado a Bach, Mozart, Dvorák e Francoeur.

GUILLAUME PERRET & ELECTRIC EPIC (França)
5/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 22H30
Liderada pelo jovem saxofonista e compositor Guillaume Perret, a banda vem causando sensação na cena musical europeia. Fortemente influenciado pelo rock progressivo dos anos 1970, sua música é uma fusão de jazz, funk e metal. O impacto do trabalho do grupo chega a ser comparado ao que provocou o surgimento do  Weather Report. Formado por Philippe Bussonet (baixo), Jim Grandcamp (guitarra), Yoann Serra (bateria e sampler) e o próprio Guillaume, que se utiliza de pedais e de toda sorte de recursos eletrônicos, seu som é cosmopolita e despido de clichês. Guillaume e o Electric Epic vem ao MIMO mostrar o CD Brutalum voluptuos, indicado ao Victoires du Jazz 2012 e premiado pelo Talent Jazz Adami, associação parceira do festival.

IBRAHIM MAALOUF (Líbano/ França)
5/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 00H30
Destacado nome do trompete de jazz contemporâneo, promove a fusão das músicas clássica e árabe tradicional com o rock, electro, pop, soul, canções francesas e world music. O resultado é surpreendente. Depois de uma turnê pela Europa e Oriente Médio para divulgar o CD acústico Wind (2012), o artista nascido no Líbano e criado na França chega ao MIMO com um trabalho mais elétrico. Uma inovação no panorama musical da atualidade, Maalouf será acompanhado por Frank Woeste (teclados), François Delporte (guitarra), Xavier Rogé (bateria), Laurent David (baixo) e uma seção de instrumentistas que aprendeu com ele a tocar o trompete de quarto de tom, inventado por seu pai nos anos 1960: Youenn Le Cam, Yann Martin e Martin Saccardy.

GILBERTO GIL & ORQUESTRA DE SOPROS DA PRO ARTE (Brasil)   
7/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 00H30
O público do MIMO, em Minas Gerais e Pernambuco, terá a chance de assistir à carinhosa homenagem que os jovens integrantes da Orquestra de Sopros da Pro Arte prepararam para Gilberto Gil. O concerto Ituaçu, que só foi mostrado no Rio de Janeiro, é um alegre tributo ao artista baiano, com todas as cores, ritmos e nuances de sua obra. A riqueza e universalidade da música do cantor e compositor, que tem 57 discos gravados e ganhou oito Grammy, transparecem no repertório selecionado pela orquestra, que fez novos arranjos para as composições. Gil, que volta de uma turnê pela Europa, subirá ao palco ao lado dos músicos da Pro Arte no show ao ar livre, que terá as participações de Marcelo Caldi (sanfona), Carlos Malta (sopros) e Mariana Bernardes (voz), para interpretar canções, como Domingo no Parque, Expresso 2222 e Parabolicamará.

OMAR SOSA (Cuba)
6/09 OLINDA | SEMINÁRIO DE OLINDA 19H
O pianista e compositor cubano, considerado um artista singular pela crítica, vem mostrar todo o vigor de sua música. Ele apresentará o elogiado tributo ao antológico Kind of blue, de Miles Davis, sob o título The Afri-Lectric Experience, produzido por ocasião das comemorações dos 50 anos do lançamento do álbum. Dizendo-se “um percussionista que gosta de tocar piano”, valeu-se de elementos musicais africanos para desenvolver o projeto. As texturas de jazz decorrentes deste trabalho foram enriquecidas com o uso sutil e expressivo de elementos eletrônicos. Sosa faz mais de cem concertos por ano nas mais conceituadas salas, teatros e festivais internacionais.

STEFANO BOLLANI & HAMILTON DE HOLANDA (Itália/Brasil)
6/09 OLINDA | IGREJA DA SÉ 20H30
Os concertos do virtuoso brasileiro com o irreverente pianista e compositor italiano prometem ser um dos pontos altos da 10ª edição do MIMO. É assim em toda parte do mundo: o público os obriga a voltar várias vezes para o bis, encantados com a explosiva sintonia da dupla. O primeiro encontro de Hamilton com a maior estrela do jazz europeu da atualidade, foi em 2009, no Festival de Bolzano (Itália). A partir dai, exibiram-se em vários países. Hamilton fez questão de convidar Bollani para participar do CD Mundo de Pixinguinha, produzido por ele, Lu Araújo e Marcos Portinari, que acaba de ser lançado no Brasil. Além de músicas próprias, no repertório Tom Jobim, Chico Buarque, Baden Powell, Caetano Veloso, Adoniran Barbosa e Pixinguinha.

NELSON FREIRE (Brasil)
5/09 OLINDA | IGREJA DA SÉ 20H30
O “pianista dos pianistas” fez do concerto inaugural do MIMO, em 2004, um acontecimento histórico. Pela primeira vez, a majestosa Igreja da Sé de Olinda se tornou cenário para a apresentação deste magistral brasileiro. Atraiu mais de 2 mil pessoas ávidas por música clássica, em plena quinta-feira, ao pacato Centro Histórico da cidade-patrimônio. Uma cena rara até hoje em qualquer sala de concerto do País, um momento inesquecível para o público e marcante para o MIMO, que despontava no calendário cultural do Brasil. Nada mais justo que festejar com ele os dez anos do festival, convidando-o para a noite de abertura e a brindar o público com outro momento sublime ao som de Bach, Brahms e Chopin.

JULIANO HOLANDA (Brasil)  
6/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 22H30
Aos 35 anos, ele já pode ser considerado um veterano da música. Tem participação em mais de 60 discos e 130 músicas gravadas por intérpretes diversos. Exímio instrumentista e produtor musical, é quase onipresente na atual cena da música pernambucana. Atração da 10ª edição do Festival MIMO, ele abrirá a noite da Praça do Carmo, em 6 de setembro, ao lado do quarteto que traz Junior Areia no baixo e Tom Rocha na bateria (ambos tocaram juntos no Mundo Livre S/A),  o talentoso cantor, pianista e compositor Zé Manoel no piano e a cantora Isadora Melo. Muito bem acolhido pela crítica nacional com o primeiro álbum, A arte de ser invisível, o artista também mostrará canções inéditas do novo CD, Para saber ser nuvem de cimento quando o céu for de concreto.

NOUVELLE VAGUE (França)  
6/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 00H30
Atraindo uma multidão de descolados pelo mundo e reinventando-se através de constantes mudanças, o coletivo francês é formado por quatro instrumentistas e um time de cantoras cheias de charme. A cubana Liset Alea e a francesa Elodie Frégé serão acompanhadas por um dos criadores do projeto, Marc Collin (teclados), Tanel Derard (guitarra), Julien Boye (percussão) e Everaldo Oliveira De Azevedo (baixo). Há quase dez anos fazendo concorridas apresentações, ganhou fama em 2004 com as versões intimistas de clássicos dos anos 1980, da new wave, do punk rock e do pós-punk, em arranjos Bossa Nova. Em um show de luzes e sombras, o grupo transformará a Praça do Carmo em uma grande pista de dança.

ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DO CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA. REGÊNCIA: JOSÉ RENATO ACCIOLY (Brasil)
7/09 OLINDA | IGREJA DO CARMO 11H
Sob a regência de José Renato Accioly, a orquestra desenvolve a missão de valorizar e disseminar a rica cultura nordestina junto à população através da música sinfônica. Neste concerto no MIMO, o programa traz um repertório abrangente, que se inicia pela Sinfonia nº3 Heroica, de Beethoven e que continua com obras contemporâneas de autores pernambucanos como o poema sinfônico Cangaço de vida e morte, de Paulo Arruda, seguido pelo Concerto Armorial para violino e orquestra, de Sergio Ferraz (dedicado a Ariano Suassuna), tendo o autor como solista. Dois compositores consagrados completam o programa: Sivuca será lembrado com o seu Concerto Sinfônico para Asa Branca e Clóvis Pereira terá sua Rapsódia Pernambucana fechando o concerto.

ORQUESTRA SINFÔNICA DE BARRA MANSA (Brasil)
REGÊNCIA: MAESTROS CONVIDADOS
7/09 RECIFE | TEATRO DE SANTA ISABEL 18H
Os jovens regentes de todas as partes do Brasil e também do exterior, que se destacaram no concorridíssimo Curso de Regência do Festival MIMO, depois de uma intensiva semana de aprendizado com o célebre maestro Isaac Karabtchevsky, fazem a aguardada apresentação pública no belo Teatro de Santa Isabel, na capital pernambucana. O curso oferece, inteiramente de graça, a chance para que esses novos talentos aprimorem a sua técnica e aproveitem melhor a capacidade de liderança à frente da prestigiada Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, que acaba de realizar três concertos para o Papa Francisco no Rio de Janeiro e encerrar o Festival de Inverno de Campos do Jordão, no estado de São Paulo. Regerão peças de Mozart, Beethoven, João Guilherme Ripper e Wagner.

RAUL DE SOUZA (Brasil)
7/09 OLINDA | SEMINÁRIO DE OLINDA 19H
Com alta quilometragem pelos palcos e estúdios do mundo em mais de 55 anos de carreira, o trombonista e compositor carioca apresentará ao público do MIMO o melhor de sua música - uma mistura de diversos estilos, que começa no balanço do samba de gafieira, passa pela Bossa Nova, o funk da década de 1970, a moderna música instrumental brasileira e o jazz. Ao lado de uma banda jovem, mostrará seu novo trabalho, o projeto O universo musical de Raul de Souza, que acaba de ganhar o Prêmio da Música Brasileira 2013 na categoria “melhor solista instrumental”. A relação de artistas com quem ele tocou é extensa, mas foi ao lado de Airto Moreira e Flora Purim, nos EUA, onde morou entre 1970 e 1986, que se projetou internacionalmente.  

RICHARD GALLIANO & QUINTETO DA PARAÍBA (França/Brasil)
7/09 OLINDA | IGREJA DA SÉ 20H30
O aclamado acordeonista francês Richard Galliano apresentará o CD Vivaldi, em que interpreta As quatro estações, no Festival MIMO. Este trabalho acaba de ser lançado em todo o mundo pela prestigiada gravadora de música clássica alemã Deutsche Grammophon. Ele se apresentará pela primeira vez em Pernambuco e será acompanhado do brasileiríssimo Quinteto da Paraíba, um dos mais importantes grupos de câmera do País. Esta combinação de atrações internacionais com os nossos talentos é uma das características do MIMO. O programa do concerto traz ainda as famosas Estações portenhas, obra-prima do mestre Astor Piazzolla, inspirada nos concertos barrocos de Vivaldi. O acordeão de Galliano, que vai da dramaticidade do tango à suavidade de uma valsa, seduz todas as plateias.

JARDS MACALÉ (Brasil)
7/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 22H30
Inquieto, moderno e irreverente, o cantor, compositor e irrepreensível violonista atravessa uma das mais prósperas fases de sua carreira. No MIMO, mostrará o bem-sucedido trabalho com a banda Let's Play That, formada em 2012 por jovens músicos. Neste show, onde comemora o seus 70 anos, Macalé faz releituras de sucessos com diversos parceiros, como Mal Secreto, Negra Melodia, Anjo Exterminado, Farinha do Desprezo, Movimento dos Barcos, Pano pra manga, além de Farrapo Humano (Luiz Melodia), Juízo final (Elcio Soares e Nelson Cavaquinho) e Canalha (Walter Franco). Personagem central do premiado documentário, Jards, de Eryk Rocha, que também será exibido com exclusividade no Festival MIMO de Cinema 2013, o artista vem atraindo um novo público, interessado no frescor de sua obra, sempre em shows concorridíssimos.

CARLOS MALTA (Brasil)
8/09 OLINDA | CONVENTO DE SÃO FRANCISCO 16H
Reconhecido pela versatilidade e virtuosismo, Carlos Malta recria no Festival MIMO uma das mais importantes obras da história da MPB. Em Saravá! Tributo a Baden & Vinicius, o flautista e saxofonista faz uma leitura baseada no jazz e que beira o minimalismo das composições do antológico álbum Os afro-sambas (1966). Na homenagem ao mestre do violão brasileiro e ao nosso Poetinha, Malta será acompanhado por Andre Siqueira na guitarra, Di Steffano na bateria e Augusto Mattoso, no baixo. O disco é considerado um divisor de águas por inaugurar uma modalidade musical, fundindo elementos da sonoridade africana com o samba e no qual se destaca Canto de Ossanha. O roteiro traz outras preciosidades desta fenomenal parceria, como Berimbau, Consolação e Apelo.

ORQUESTRA SINFÔNICA DE BARRA MANSA (Brasil)
REGÊNCIA: ISAAC  KARABTCHEVSKY
EDNA D’OLIVEIRA (SOPRANO), SOLISTA
8/09 OLINDA | PRAÇA DO CARMO 18H
Fechando com chave de ouro a série de concertos dos dez anos de realização do Festival MIMO, o programa desta apresentação ao ar livre em Olinda, a cargo da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa sob a regência de Isaac Karabtchevsky, foi cuidadosamente preparado para homenagear grandes nomes da música clássica. Para esta importante ocasião, foi convidada como solista a soprano mineira Edna D’Oliveira. Reunindo-se às celebrações em todo o mundo neste 2013, o repertório homenageará os 200 anos do nascimento dos mestres de óperas, o italiano Giuseppe Verdi e o alemão Richard Wagner. Celebraremos também o russo Igor Stravinsky, um dos mais influentes compositores do século XX e que há 100 anos sacramentava uma revolução com A sagração da primavera.


FESTIVAL MIMO DE CINEMA

MOSTRA PANORAMA BRASIL
LONGAS-METRAGENS

A BATALHA DO PASSINHO
DIRETOR: EMÍLIO DOMINGOS
7/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO |75 MIN | 2013 |RIO DE JANEIRO |14 ANOS
Quando o vídeo Passinho Foda atingiu 4 milhões de acessos no YouTube, Beiçola e seus amigos se surpreenderam. Gravado com uma câmera digital durante um churrasco doméstico, virou febre na internet por mostrar uma nova forma de dançar funk. O filme revela o que pensam esses meninos e como esta cultura se expandiu para além dos bailes, DJs e favelas.

OLHO NU
DIRETOR: JOEL PIZZINI
8/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 101 MIN | 2013 | RIO DE JANEIRO | LIVRE
Retrata a vida e a obra de Ney Matogrosso, a partir de um conjunto de imagens e sons reunidos pelo artista, em contraponto a sequências atuais. Evoca sua história nos palcos e no cotidiano. Revela o homem por trás do personagem, as motivações de sua arte, o senso crítico e o caráter libertário e político, que permeiam seu repertório.

PERNAMCUBANOS - O CARIBE QUE NOS UNE
DIRETOR: NILTON PEREIRA
5/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 73 MIN | 2012 | RECIFE | LIVRE
Os paralelos entre o Brasil e Cuba parecem ser infinitos, ainda mais se vistos por artistas dispostas a aproximá-los, como a atriz e diretora cubana Fatima Pattersone e a coquista e mãe de santo pernambucana Bete de Oxum. O filme mostra uma conexão tão curiosa que, às vezes, os lugares se confundem e vira uma viagem aos costumes, espiritualidade e musicalidade dos dois países.

DESAGRADÁVEL
DIRETOR: FERNANDO RICK
6/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA  20H
DOCUMENTÁRIO |120 MIN |2013 |SÃO PAULO |12 ANOS
O filme conta a trajetória da Gangrena Gasosa, banda formada no Rio de Janeiro na década de 1990, incorporando uma mistura de heavy metal com hardcore regado a pontos de candomblé. Relata as histórias de seus integrantes - com direito a espancamentos, atropelamento de trem e fatos engraçadíssimos - que só fazem alimentar a fama de “banda maldita”.

MOSTRA PANORAMA BRASIL
CURTAS E MÉDIAS-METRAGENS

CIDADE IMPROVISADA
DIRETOR: ALICE RIFF
7/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 19 MIN | 2012 | SÃO PAULO | LIVRE
O filme reúne 16 MC’s brasileiros que fazem improvisação de rap (freestyle). Jovens usam a criatividade e a poesia para improvisar sobre a cidade em que vivem, com seus problemas e questões. Um MC batalha contra outro, para mostrar quem é melhor na improvisação.

MANIFESTO MAKUMBACYBER
DIRETOR: BETO BRANT
7/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 11 MIN | 2013 | SÃO PAULO | LIVRE
Autor do Manifesto Makumbacyber, o cantor e compositor Xarlô mostra o que os artistas contemporâneos estão fazendo musicalmente, cenicamente e poeticamente, com todo o legado histórico deixado pelas nossas matrizes africanas.

CONFETE
DIRETOR: MARIANA KAUFMAN E JO SERFATY
5/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 15 MIN | 2012 | RIO DE JANEIRO | LIVRE
Uma trajetória poética deste pedacinho de papel, desde a fábrica, onde é confeccionado, passando pelo carnaval de rua, até virar lixo na Quarta-feira de Cinzas. O confete se desloca com os corpos através de um tempo suspenso pelas cores e sons do Carnaval.

JAÇANÃ E O ADONIRAN
DIRETOR: ROGÉRIO NUNES
8/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 19 MIN | 2012 | SÃO PAULO | LIVRE
Um bate-papo animado e polêmico sobre uma das mais famosas canções brasileiras e seu compositor: “Trem das onze”, de Adoniran Barbosa. Um bairro que moldou a sua imagem em fatos nem sempre verdadeiros.

SANGUE E ROSA
DIRETOR: DIEGO SCARPARO E HENRIQUE GOMES
6/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
ANIMAÇÃO | 15 MIN | 2013 | CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM | LIVRE
Com a narrativa do expressionismo europeu e a imperfeição das mais belas mentiras de um malandro num bar carioca, a animação conta a história de Conde Orlok, o Nosferatu, que parte da Romênia e aporta no Rio de Janeiro, em 1931, onde presta uma surpreendente contribuição para a música brasileira.

DOM SALVADOR - ENDLESS SOUL
DIRETOR: ARTUR RATTON KUMMER E LILKA HARA
5/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 16 MIN | 2013 | NOVA YORK | LIVRE
Mostra o pianista em Nova York, onde mora há 40 anos, relembrando vários momentos de sua carreira. Um dos maiores músicos brasileiros de jazz e da MPB, suas lembranças se confundem com a própria história da música moderna brasileira.

JESSY
DIRETOR: RODRIGO LUNA, RONEI JORGE E PAULA LICE
7/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
DOCUMENTÁRIO | 15 MIN | 2013 | SALVADOR | 12 ANOS
Todas as personagens da infância de Paula Lice se chamavam Jéssica Cristopherry. Atriz e dramaturga, Paula conta com o apoio das madrinhas Carolina Vargas, Ginna d'Mascar, Mitta Lux, Rainha Loulou e Valérie O'harah para resgatar Jéssica e realizar o desejo de ser transformista.

BOI FANTASMA
DIRETOR: ROGÉRIO NUNES E JOSÉ SILVEIRA
5/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 20H
ANIMAÇÃO | 15 MIN | 2012 | SÃO PAULO | LIVRE
Uma representação lúdica do antigo Auto do Boi-Bumbá, da tradição oral de Parintins (AM), que desapareceu na década de 1960 sem deixar registros visuais.

EU SOU O CORAÇÃO DO CARNAVAL
DIRETOR: GABRIEL DE PAULA, JAIRO NETO, MARCEL ROCHA E RICARDO DEVECZ
6/09 OLINDA | PÁTIO DO SEMINÁRIO DE OLINDA 18H
DOCUMENTÁRIO | 25 MIN | 2013 | SÃO PAULO | 10 ANOS
Um apanhado das personagens e lendas que circulam no Carnaval de São Luiz do Paraitinga (SP), onde música, tradição e imaginação povoam as mentes dos compositores locais de marchinhas e das pessoas que convivem neste universo rico e colorido.

FORMIGA COME DO QUE CARREGA
DIRETOR: TIDE GUGLIANO
6/09 OLINDA | PÁTIO DO SEMINÁRIO DE OLINDA 18H
DOCUMENTÁRIO | 25 MIN | 2013 | SÃO PAULO | LIVRE
Um mapeamento espontâneo e despretensioso da ciranda de Pernambuco, através do encontro com seus herdeiros e guardiões, revelando sua sonoridade, sua característica surpreendentemente democrática e o risco iminente de se perder com o tempo.

O SOM DO LIMÃO
DIRETOR: VINÍCIUS SOARES
7/09 OLINDA | PÁTIO DO SEMINÁRIO DE OLINDA 18H
DOCUMENTÁRIO | 26 MIN | 2012 | SÃO PAULO | LIVRE
O filme conta a história do Bairro do Limão, em São Paulo, a partir dos movimentos musicais dos diversos grupos sociais que por ali passaram, desde a sua fundação até os dias de hoje.

COCO DE IMPROVISO E A POESIA SOLTA NO VENTO
DIRETOR: NATÁLIA LOPES
7/09 OLINDA | PÁTIO DO SEMINÁRIO DE OLINDA 18H
DOCUMENTÁRIO | 25 MIN | 2011 | OLINDA | LIVRE
Adiel Luna, jovem poeta repentista, encontra três exímios repentistas de coco: Zeca do Pandeiro, Leôncio Bernardo e Ruy Pereira. O tempo que separa as gerações não impede a sagacidade de suas trocas de versos, nem a continuidade do brinquedo.

MOSTRA UM OUTRO OLHAR
LONGAS-METRAGENS

TROPICÁLIA
DIRETOR: MARCELO MACHADO
5/09 OLINDA | PÁTIO IGREJA DA SÉ 19H
DOCUMENTÁRIO | 82 MIN | 2011 |SÃO PAULO |12 ANOS
O primoroso documentário retrata um dos mais importantes movimentos culturais do Brasil, nos conturbados anos de 1967 e 1968. Traça um panorama definitivo sobre a época e este momento de ruptura, com entrevistas de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Rita Lee, Arnaldo Baptista e Tom Zé, entre outros e raras imagens de arquivo e as mais representativas canções do Tropicalismo.

JARDS
DIRETOR: ERYK ROCHA
6/09 OLINDA | PÁTIO IGREJA DA SÉ 19H
DOCUMENTÁRIO | 93 MIN | 2012 |SÃO PAULO |LIVRE
Jards é um ensaio poético-musical sobre o cantor, compositor e violonista Jards Macalé. O filme celebra o instante do processo de criação do artista, a afinação, a repetição, a improvisação dos instrumentos. O fluxo do homem e a música. O êxtase e a solidão do artista que coexistem num entrelaçamento constante entre arte e vida.  

VOU RIFAR MEU CORAÇÃO
DIRETOR: ANA RIEPER
7/09 OLINDA | PÁTIO IGREJA DA SÉ 19H
DOCUMENTÁRIO |78 MIN |2011 |RIO DE JANEIRO |12 ANOS
Uma viagem pelo universo da música romântica brasileira, cujas letras formam verdadeiras crônicas da vida a dois. Além de ouvir os principais artistas do gênero, o filme enfrenta o desafio de falar sobre a intimidade de pessoas e situações reais. Os temas das canções estão relacionados às histórias de pessoas comuns, que abrem suas casas e corações para contá-las.

MOSTRA RETROSPECTIVA
LONGAS-METRAGENS

MARCELO YUKA - NO CAMINHO DAS SETAS
DIRETOR: DANIELA BROITMAN
6/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 18H
DOCUMENTÁRIO | 95MIN | 2012 | RIO DE JANEIRO | 12 ANOS
O documentário segue a trajetória do artista Marcelo Yuka, baterista da banda O Rappa, cuja vida se transformou ao levar nove tiros em um assalto no Rio de Janeiro.

CARTOLA
DIRETOR: LÍRIO FERREIRA E HILTON LACERDA
8/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 18H
DOCUMENTÁRIO | 85MIN | 2007 | RIO DE JANEIRO | 10 ANOS
A história de Cartola, um dos compositores mais importantes da música brasileira e também um dos expoentes mais nobres do samba.

ONDE A CORUJA DORME
DIRETOR: MARCIA DERRAIK E SIMPLICIO NETO
7/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA | 18H
DOCUMENTÁRIO | 72MIN | 2008 | RIO DE JANEIRO | LIVRE
Poucos sabem o segredo do sucesso de Bezerra da Silva: sua equipe de compositores inclua pedreiros, trocadores de ônibus, carteiros, técnicos de refrigeração e biscateiros em geral. Sambistas genuínos, escolhidos criteriosamente por Bezerra.

SIBA - NOS BALÉS DA TORMENTA
DIRETOR: CAIO JOBIM E PABLO FRANCISCHELLI
5/09 OLINDA | TENDA MERCADO DA RIBEIRA 18H
DOCUMENTÁRIO | 85MIN | 2012 | RECIFE | 10 ANOS
Ao retomar a guitarra e se afastar do universo do maracatu e da ciranda, o músico, poeta e compositor Siba passa por um processo de redefinição da sua geografia criativa, mesclando referências urbanas e manifestações tradicionais brasileiras.

WORKSHOPS

SAXONORIDADES
4/09 OLINDA | CENTRO DE EDUCAÇÃO MUSICAL DE OLINDA (CEMO) 10H
GUILLAUME PERRET (França)
Com formação acadêmica em saxofone clássico e  jazz, oferece um novo universo de sons, que explora as múltiplas possibilidades do saxofone, sejam acústicas ou com utilização de pedais e efeitos elétricos.

O BANDOLIM E A MÚSICA DE PIXINGUINHA    
5/09 RECIFE | CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA (CPM) 15H
HAMILTON DE HOLANDA (Brasil)
Um mergulho de virtuosidade na música de Pixinguinha, discutindo os desafios interpretativos desta obra para o bandolim, além de curiosidades musicais e histórias sobre este ícone da música brasileira.

MATRIZES AFRICANAS E CUBANAS NO JAZZ CONTEMPORÂNEO
7/09 OLINDA | CENTRO DE EDUCAÇÃO MUSICAL DE OLINDA (CEMO) 10H
OMAR SOSA (Cuba) & CHILDO TOMÁS (Moçambique)
Com base em suas raízes afro-cubanas, discorrem sobre os elementos musicais tradicionais da África e como se tornaram parte de um idioma do jazz contemporâneo. Demonstram padrões rítmicos básicos, instrumentos folclóricos e abordagens de fusão para composição e performances. Discutem também os fundamentos espirituais destas ricas tradições.

TROMPETE: DO ORIENTE AO OCIDENTE    
4/09 RECIFE | CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA (CPM) 15H
IBRAHIM MAALOUF (Líbano/ França)
Influências orientais e ocidentais na linguagem do jazz contemporâneo. O virtuoso instrumentista franco-libanês é o único trompetista a utilizar um trompete de quarto de tom. Uma oportunidade especial para os músicos de jazz e especialmente os de sopros.

TROMBONE
6/09 RECIFE | CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA (CPM) 15H
RAUL DE SOUZA (Brasil)
Ícone da música instrumental, Raul de Souza discorre sobre a música brasileira instrumental, sua carreira, sua técnica e seu instrumento.

DIFUSÃO E CIRCULAÇÃO DE ARTISTAS NO CONTEXTO ATUAL DO MERCADO INTERNACIONAL DE MÚSICA
6/09 RECIFE | CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA (CPM) 15H
BRUNO BOULAY (França)
O diretor do Bureau Export de la Musique Française em São Paulo, discute os mecanismos, políticas e ações efetivas para a difusão da música de diferentes tradições culturais no mercado internacional. Aproveita para relatar os 20 anos de atividade no mundo.

MASTER CLASSES

PIANO
5/09 RECIFE | CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA (CPM) 15H
STEFANO BOLLANI (Itália)
O virtuose italiano ministra máster classe para pianistas de jazz, música popular e de concerto.

OFICINAS

MÚSICA PRA SER
5 > 6/09 OLINDA | CENTRO DE EDUCAÇÃO MUSICAL DE OLINDA (CEMO) 15H
THELMA CHAN (Brasil)
Esta atividade tem como público-alvo professores de música e arte-educadores, em um momento em que o país reintroduz a educação obrigatória de música no Ensino Fundamental. Para isso convidamos a experiente músico-educadora, compositora e regente Thelma Chan, que criou a oficina Musica para Ser, com a proposta de vivenciar a música através do corpo e da voz, e ao mesmo tempo abordar diferentes áreas do conhecimento, para estabelecer as conexões necessárias ao desenvolvimento global do cidadão.

MIMO PARA INICIANTES
3 > 5/09 OLINDA | ESPAÇO CIÊNCIA 10H > 11H30 E 15H>16H30
DUO MILEWSKI & MR. BRUNO (Brasil)
Dedicada às crianças entre 5 e 10 anos de idade, as aulas-espetáculo ministradas pelo Duo Milewski (violinista Jerzy Milewski e a pianista Aleida Schweitzer) e que contam com a participação do bonequeiro e violinista Mr. Bruno, são uma iniciativa do Festival MIMO para aproximar a música dos jovens. O elogiado Duo, que faz recitais no Brasil e no exterior, tem vasta experiência pedagógica.  Investindo em repertório de rápida assimilação, com obras de mestres clássicos e populares, lança as primeiras sementes no fértil campo da criatividade infantil. Com as marionetes, Mr. Bruno ilustra os personagens de uma grande viagem musical, que leva as crianças ao encontro da música do mundo.

CURSO DE REGÊNCIA
2 > 7/09 RECIFE | TEATRO DE SANTA ISABEL 9H > 12H30 E 15H > 17H
ISAAC KARABTCHEVSKY (Brasil)
Sob a orientação de um dos mais célebres regentes brasileiros e com importante atuação no cenário internacional de música, o Curso de Regência proporciona a rara oportunidade para o aluno praticar com uma orquestra sinfônica. Enfatiza o aprimoramento do gestual e o estímulo à capacidade de liderança. As vagas são abertas a brasileiros e estrangeiros, divididas nas seguintes categorias: Alunos Regentes e Ouvintes. Ao final do curso, são selecionados, em média, oito executantes para assumir a batuta e reger a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa no concerto de encerramento.

EVENTOS PARALELOS

CHUVA DE POESIA (Brasil)
8/09 OLINDA | IGREJA DO CARMO 17H30
Criada pelo poeta, tipógrafo, designer e artista plástico Guilherme Mansur, a Chuva de Poesia acontece há 20 anos nas Igrejas históricas de Minas Gerais. A mágica desta iniciativa é fazer chover poesia no céu das cidades mineiras, em especial Ouro Preto. Do alto das torres, milhares de folhas soltas coloridas com tipografias especiais são lançadas ao vento, sempre ao badalar dos sinos das igrejas e da espera do público que, invariavelmente, lota os pátios para receber as pancadas esparsas de poemas barrocos. Para o Festival MIMO, que leva esta bela atividade para Paraty e Olinda, Mansur escolheu 21 sonetos de amor de Gregório de Matos, o “Boca do Inferno”. Gregório foi o maior poeta barroco brasileiro e, em 2013, se completam 380 anos do seu nascimento.

FOTOGRAFIA
4 > 8/09 OLINDA | GALERIA DO PALÁCIO DOS GOVERNADORES (PREFEITURA DE OLINDA) 10H > 20H
Através do olhar da nova geração da fotografia brasileira, esta mostra proporciona ao público um passeio pelas belas paisagens das cidades anfitriãs e destaca momentos representativos da programação do Festival MIMO desde 2004. As principais fotos levam a assinatura de Beto Figueiroa, enquanto as imagens reproduzidas em vídeo têm a autoria de Tom Cabral, Renato Spencer, Tiago Calazans, Marcelo Lyra, Mateus Sá, Antonio Melcop, Sidney Waismann, Rafa Medeiros e André Sampaio, totalizando mais de 150 reproduções. Beto Figueiroa, um dos dez brasileiros escolhidos pela Fototeca de Cuba para a exposição Mirame - Una ventana a la fotografia brasileña, fez individuais e participou de coletivas internacionais. No fotojornalismo, conquistou o cobiçado prêmio Vladimir Herzog.
    
FÓRUM DE IDEIAS

4 > 6/09 OLINDA | LIVRARIA CULTURA 15H > 16H30
Como parte das comemorações dos 10 anos de sua realização, o MIMO 2013 quer reafirmar o compromisso que moveu a sua criação, o de promover gratuitamente diversas ações que sirvam para dar acesso à cultura ao maior número de pessoas. Foi desenvolvida uma série de encontros com o público sobre cultura, história e patrimônio, tendo como eixo central as cidades em suas múltiplas abordagens - ampliando, assim, os espaços de diálogo, além de incentivar e fomentar reflexões em torno do patrimônio cultural. É dentro desta proposta que surge o Fórum de Ideias, que será realizado nos dias do Festival MIMO e, ao longo do ano, em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, reunindo importantes nomes do segmento cultural, acadêmico e político.

4/09 RECIFE
NOSSAS JOIAS MAIORES: AS CIDADES COLONIAIS E A CONSTITUIÇÃO DA NOÇÃO DE PATRIMÔNIO NO BRASIL
No Brasil, as cidades coloniais ocuparam lugar privilegiado na elaboração e aplicação das políticas de patrimônio. Em 1938, o recém-criado SPHAN realiza, entre suas primeiras atividades, o tombamento das cidades coloniais mineiras: Ouro Preto, Mariana, São João Del Rei, Tiradentes, Sabará, Diamantina e Serro, inserindo-as entre os “documentos de identidade da nação brasileira”. Essas ações oferecem elementos valiosos para pensarmos a respeito dos valores de arte e história presentes nestas cidades e sua importância na constituição da noção de patrimônio no Brasil.
Convidada: VANUZA MOREIRA BRAGA
Historiadora, pesquisadora do Laboratório de pensamento social do CPDOC/FGV e coordenadora do curso de pós-graduação História, Patrimônio e Cidade da Universidade Cândido Mendes.

5/09 RECIFE
PARIS, VIENA, RIO DE JANEIRO E RECIFE: REFORMAS URBANAS E MODERNIZAÇÃO DE CIDADES
Na segunda metade do século XIX, diversas cidades europeias passaram por profundas reformulações urbanas, visando se adaptar às necessidades das metrópoles modernas. No Brasil, esse novos padrões estéticos, produzidos pelas experiências além-mar, chegaram com força no início do século XX e inspiraram reformas que remodelaram alguns de seus principais centros urbanos.
Convidada: LÚCIA LIPPI OLIVEIRA
É socióloga e professora do CPDOC/FGV. É autora de inúmeros livros, entre eles: Cultura é Patrimônio: Um guia (2008) e Nós e ele: relações culturais entre brasileiros e imigrantes (2006).

6/09 RECIFE
BLAXPLOITATION: MÚSICA NEGRA, TELA NEGRA
Nesta instigante palestra, Heitor Augusto falará sobre Blaxploitation, importante vertente cinematográfica norte-americana dos anos 1970 sintonizada com as ideias do Black Power. O crítico contextualizará as principais transformações políticas, sociais e culturais pós anos 1950 e seus desdobramentos na cena cinematográfica. Alguns aspectos serão priorizados em sua análise, como: o peso simbólico da rebeldia dos personagens, os diálogos entre a visão progressista e o reforço do estereótipo e rastros que conduzem ao cinema contemporâneo, com destaque para os filmes de Quentin Tarantino. Por último, relacionará esses elementos à vigorosa trilha sonora do movimento, composta por clássicos do soul, R&B e funk.
Convidado: HEITOR AUGUSTO
É crítico de cinema.  Redator da Interlúdio (revista eletrônica de crítica de cinema) e colaborador das revistas Preview, Monet, Revista de Cinema, Caros Amigos, além do jornal Valor Econômico. É membro do grupo de entrevistadores do projeto Memória de Cinema. Mantém o blog Urso de Lata. Integrou a Comissão de Seleção do Festival MIMO de Cinema 2013.

SERVIÇO: MIMO OLINDA
Concertos: 18h e 19h, senhas a partir das 17h do dia do concerto.
Concertos: 20h30, senhas a partir das 18h do dia do concerto.
Concertos em Recife (Teatro de Santa Isabel): senhas 1h antes do concerto no local.
Os demais concertos/horários em Olinda não necessitam de senhas.

Serão distribuídas no máximo 2 senhas por pessoa.
Espaços sujeitos à lotação.  
O MIMO oferece telões com transmissão simultânea para os concertos das 19h e 20h30, nas áreas externas das igrejas.

Local de distribuição das Senhas:
Biblioteca Municipal de Olinda
Avenida da Liberdade, 100
Carmo, Olinda/ PE

Endereços Úteis:

IGREJA DA SÉ
Alto da Sé, s/n, Alto da Sé, Olinda

SEMINÁRIO DE OLINDA
Rua Bispo Coutinho, s/n, Alto da Sé, Olinda

MOSTEIRO DE SÃO BENTO
Rua de São Bento, s/n, Varadouro, Olinda

CONVENTO DE SÃO FRANCISCO
Ladeira de São Francisco, 280, Alto da Sé, Olinda

IGREJA DO CARMO
Praça da Liberdade, s/n, Carmo, Olinda

MERCADO DA RIBEIRA
Rua Bernardo Vieira de Melo, s/n, Ribeira, Olinda

CENTRO DE EDUCAÇÃO MUSICAL DE OLINDA (CEMO)
Av. Governador Agamenon Magalhães, 1047,  Salgadinho, Olinda

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OLINDA
Avenida da Liberdade, 100, Carmo, Olinda

PALÁCIO DOS GOVERNADORES (PREFEITURA DE OLINDA)
R. São Bento, 123, Varadouro, Olinda

CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA (CPM)
Av. João de Barros, 594, Santo Amaro, Recife

TEATRO DE SANTA ISABEL
Praça da República, s/n, Santo Antônio, Recife

LIVRARIA CULTURA
R. Madre de Deus, s/n, Bairro do Recife, Recife

TAGS:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.