CHUVAS Defesa Civil de Olinda permanece atuando nos pontos de risco

Publicado em: 14/06/2019 15:26 Atualizado em: 14/06/2019 15:36

Equipe de infraestrutura faz "pente-fino" no sistema de drenagem. Foto: Ana Alencar
Equipe de infraestrutura faz "pente-fino" no sistema de drenagem. Foto: Ana Alencar
Nesta sexta-feira (14), as equipes da Defesa Civil de Olinda seguem nas ruas e avenidas da cidade visando minimizar os transtornos causados pelas chuvas que atingiram a Região Metropolitana e Zona da Mata do Estado. Nas áreas de morros, o trabalho inclui a instalação de lonas plásticas em pontos de risco, totalizando cerca de quatro mil metros em dois dias. Faz parte da operação, também, a erradicação de árvores nas barreiras e a constante orientação aos moradores.

A Secretaria de Infraestrutura também reforça esta operação no pós-chuva com a desobstrução de canais e galerias, além da identificação de pontos de retenção de água nas principais vias de circulação de pedestres e veículos. Entre os pontos estão as avenidas Governador Carlos de Lima Cavalcante, em Casa Caiada; e Joaquim Nabuco, no Amparo; a Avenida Olinda, no Varadouro; e a Rua do Sol, no Carmo. A frente preventiva nas barreiras visitou, ainda, a Rua da Jangada, no Córrego do Abacaxi, Petrópolis, em Sapucaia de Dentro e Seis de Janeiro, em Águas Compridas.

LIXO – A Prefeitura de Olinda orienta a população a não lançar sofás, móveis, lixo doméstico e outros entulhos nos canais, galerias e canaletas. O material acaba sendo arrastado pelas chuvas comprometendo o sistema de drenagem da cidade, causando alagamentos e prejudicando os próprios moradores. A orientação é colocar o lixo ensacado, em frente da própria casa, uma hora antes da passagem do caminhão da coleta.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.