Buscas Barco com destino a Noronha naufraga com dez pessoas a bordo

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 14/06/2019 10:04 Atualizado em: 14/06/2019 19:58

Foto: Paulo Paiva/DP Foto. (Foto: Paulo Paiva/DP Foto.)
Foto: Paulo Paiva/DP Foto.

Um barco naufragou a caminho do Arquipélago de Fernando de Noronha, na noite desta quinta-feira (13). De acordo com a Marinha, havia 10 pessoas a bordo. Nove foram resgatadas com vida e uma continua desaparecida. Os tripulantes resgatados foram atendidos por um oficial médico e, segundo a Marinha, estão com bom estado de saúde.

A embarcação de carga “Navegantes” saiu do Recife na quarta-feira (12) e naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas, o equivalente a 148 quilômetros, do litoral de João Pessoa, no estado da Paraíba.

A Marinha divulgou, por meio de nota, o quantitativo da tripulação que era composta por seis aquaviários: o comandante Paulo Penha de Moura, os marinheiros de convés Mucio Ramos Silva de Moura e Severino Ramos Batista da Silva, o marinheiro de máquinas Daniel Soares Neves, o cozinheiro Evaldo Alves Zidanes e o condutor de máquinas Milton Luiz Melo Bezerra Júnior. A empresa proprietária da embarcação divulgou que também estavam a bordo outros quatro  contratados para atividades de estiva como tripulantes não-aquaviários: Marcos Antônio Pereira da Silva, José Cláudio Batista da Silva, Edival Baracho da Silva e Tárcio Barbosa de Moura. A Marinha não divulgou o nome do tripulante desaparecido.
 

A Marinha enviou o Navio-Patrulha “Guaíba” para realizar o resgate na noite de quinta (13), por intermédio do Comando do 3° Distrito Naval. Na manhã desta sexta (14), o Salvamar Nordeste, que coordena a Operação de Busca e Salvamento, deslocou o Navio-Patrulha “Macau" para prosseguir com a busca. Procura esta que se mantém, desde as 9h do dia 14 de junho, atuando de maneira ininterrupta, no sentido de cobrir a maior área oceânica possível, com o objetivo de localizar o náufrago desaparecido. O "Macau", com apoio de uma aeronave P-95, da Força Aérea Brasileira, cobriu uma área marítima de 491 milhas náuticas quadradas - o equivalente a 900 quilômetros quadrados - durante as buscas realizadas nesta sexta (14).



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.