DEEP WEB Universidades pernambucanas reforçam segurança após ameaças

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/06/2019 18:48 Atualizado em: 10/06/2019 19:10

Superintendente de Segurança da UFPE diz que não há necessidade para pânico. Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP.
Superintendente de Segurança da UFPE diz que não há necessidade para pânico. Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP.
As universidades Federal e Federal Rural de Pernambuco (UFPE e UFRPE) reforçaram a segurança nos campi Recife das instituições após receberem ameaças publicadas na deep web, parte da internet não acessível pelos mecanismos de busca e oculta do grande público. Na tarde desta segunda-feira (10), uma sala do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFPE passou por perícia da Polícia Federal (PF).

Na última sexta (7), um objeto não identificado estilhaçou o vidro da janela da sala pessoal de um professor. Policiais federais passaram cerca de duas horas no local e não localizaram nenhum projétil. Alguns materiais da sala foram levados para a elaboração de um laudo. A investigação deve informar se o dano foi resultado de um disparo de arma de fogo ou causado pela obra que acontece ao lado do gabinete do professor.

O superintendente de Segurança Institucional da UFPE, Armando Nascimento, disse que a universidade trabalha com uma escala de um a cinco de perigo. No momento, a instituição classifica a situação como de nível três. "Não há necessidade para pânico. É algo que chama a atenção, mas a nossa equipe está preparada para garantir a segurança da universidade e também do entorno dela. A partir da informação, que recebemos na noite de sábado (8), fizemos um redesenho e reposicionamos (as equipes) em conformidade com a ameaça. Nesta segunda-feira, estamos com outro reforço e posicionamento", afirmou.

Prédio do CCSA passou por perícia nesta tarde. Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP.
Prédio do CCSA passou por perícia nesta tarde. Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP.
A UFRPE, também citada no fórum da deep web, comunicou nesta segunda-feira medidas de segurança em prevenção a ameaça de ataque. Os prints mencionavam, inclusive, alguns espaços da universidade como possíveis para o ataque. Um deles seria o prédio do Centro de Ensino de Graduação. A reitora da UFRPE, Maria José de Sena, entrou em contato, nesse domingo (9), com a Polícia Federal e com a Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, para que fossem tomas as medidas investigativas e protetivas cabíveis diante da situação.

A Divisão de Segurança Universitária (DSU) da Rural fez uma reunião na tarde desta segunda e está trabalhando com os órgãos da segurança pública na investigação do caso. "A Administração Superior da UFRPE, com o objetivo de tranquilizar a comunidade universitária, comunica que estão sendo tomadas as medidas necessárias para a investigação de informações disseminadas em redes sociais que apontam para a suposta organização de um ataque armado ao campus de Dois Irmãos, no Recife. Ações integradas entre a DSU, Polícia Federal e Polícia Militar já estão sendo realizadas em caráter preventivo", pontuou a instituição, em comunicado oficial.


LEIA MAIS:

UFRPE comunica medidas de segurança em prevenção a ameaça de ataque

  

Em meio a ameaças, sala de professor da UFPE é atingida por objeto não identificado

UFPE recebe ameaças de ataque armado e toma providências

Esquema de segurança desta segunda-feira foi reforçado. Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP.
Esquema de segurança desta segunda-feira foi reforçado. Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP.
Sobre as ameaças às instituições, a Polícia Federal informou que investigações em andamento não podem ser comentadas. A assessoria de comunicação da PF disse ainda que houve apenas um comunicado e que aguardava uma denúncia formal das universidades. Procurada pelo Diario, a SDS não comentou o caso, até o momento.


Devido à proximidade com o campus Recife da UFPE, o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) solidarizou-se com a universidade, mas informou que, por não ter sido mencionado nas mensagens, não adotou nenhuma medida diferente de segurança nesta segunda-feira. A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), outra universidade federal do estado além da UFPE e UFRPE, também ressaltou que não recebeu ameaças nos últimos dias.    

Ceará

Nesse domingo, três armas foram apreendidas em um campus da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza. A polícia encontrou um fuzil calibre 7,62 x 51 milímetros, de alcance efetivo, outra de calibre .22LR e uma .38 SPL. As armas foram levadas pela polícia para análise. 

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.