Jaboatão Triplo homicídio em piscina de mansão, em Barra de Jangada

Publicado em: 09/06/2019 16:49 Atualizado em:

Foto: Reprodução Google Maps.
Foto: Reprodução Google Maps.
Um homem e duas mulheres foram encontrados mortos, na manhã deste domingo (09), na piscina e churrasqueira de uma mansão no bairro de Barra de Jangada, no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. O homem foi identificado como Eduardo Antônio da Silva Pires, 43 anos. As duas outras vítimas do sexo feminino ainda estão sem identificação, embora a polícia tenha confirmado que uma é loira, a outra é morena e devem ter pouco mais de 20 anos. 

O crime teria ocorrido na madrugada do sábado para o domingo (08), por volta das 4h, e a motivação ainda é desconhecida embora tenha a conotação de crime de execução, de acordo com a polícia. A mansão está localizada no número 637 da Rua Professor Mário Ramos. 

Segundo a Polícia Militar de Pernambuco, um informante anônimo, avisou à polícia, por volta das 9h deste domingo (09), que nesse sábado foram ouvidos vários disparos de arma de fogo em uma residência. "E que hoje (domingo, 09) visualizou dois corpos próximos à piscina da casa. Equipes do 6° BPM foram empenhadas pela Central e encontraram três corpos. Foi feito isolamento, para fim de preservar o local do crime", disse a PM em nota.

Ao chegar ao casarão, os policiais militares encontraram o portão fechado com cadeado e precisaram de autorização para acessar o interior do imóvel. "O departamento de homicídios da área sul estará à frente das investigações que seguem sob sigilo até a completa elucidação do crime", afirmou a Polícia Civil. 

De acordo com vizinhos, o imóvel era alugado para Eduardo e outra pessoa não identificada, há cerca de dois meses, e no local costumava ter festas. Quando os policiais chegaram, inclusive, havia maconha, crack e bebidas alcoólicas, além de um carro na garagem. Ainda segundo os vizinhos, foram ouvidos pelo menos dez tiros e os peritos chegaram a encontrar cartuchos na área. 

As vítimas foram encontradas com roupas de banho e tinham perfurações de bala na cabeça, no rosto e nas costas. Uma delas estava mais próxima à porta, como se tivesse tentado fugir, informou a polícia. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.