MAMAM João Cabral de Melo Neto inspira exposição "O tempo é implacável"

Publicado em: 06/06/2019 21:13 Atualizado em: 06/06/2019 21:19

Aloisio Magalhães era artista plástico, designer e ativista cultural. Foto: Sol Pulquério/PCR.
Aloisio Magalhães era artista plástico, designer e ativista cultural. Foto: Sol Pulquério/PCR.
“O tempo é implacável”, da mineira Juliana Gontijo, é a terceira exposição consecutiva, no Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM), assinada por uma mulher. Com curadoria de Wagner Nardy, a mostra tem nos rios pernambucanos a sua nascente. Em sua estreia na cidade, a artista relata suas impressões e reflexões sobre o sujeito que se percebe em trânsito pelo território, motivadas pelo poema O Rio, de João Cabral de Melo Neto. 

“O tempo é implacável” fica em cartaz no MAMAM, até o dia 16 de junho, com visitação gratuita. O público pode conferir o trabalho de Juliana de terça a sexta, das 12h às 18h, e nos sábados e domingos, das 13h às 17h.

INCLUSIVA - O MAMAM, equipamento cultural mantido pela Prefeitura do Recife, abriga também a exposição "O Tempo do Sonho". A mostra fica aberta ao público até o dia 16 de junho, no Aquário Oiticica, e é fruto de parceria com o Instituto Federal Federal (IFPE) - Campus Olinda.

Tendo como modelo pesquisa baseada no acervo do programa Acessibilidade MAMAM, o IFPE produziu placas táteis em cerâmica que ajudam pessoas com deficiência visual a desfrutar de novas experiências estéticas, interagindo com as criações artísticas. As peças foram criadas pelo IFPE por meio do projeto de extensão “Arte para Cego Ver - Artefatos táteis para mediação de leitura de obras de arte”.

Os conteúdos produzidos integram o acervo do museu e estão disponíveis no site www.acessibilidademamam.art.br .

Serviço
Exposição "O Tempo do Sonho"
Em cartaz até dia 16 de junho
Aquário Oiticica do MAMAM
Visitação gratuita

MAMAM
Rua da Aurora, 265, Boa Vista
Entrada gratuita
Informações: (81) 3355-6871


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.