Agricultura familiar MST inaugura Armazém do Campo no Centro do Recife

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/05/2019 09:35 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram.)
Foto: Reprodução/Instagram.

São duas as propostas do Armazém do Campo, que começa a funcionar hoje no Centro do Recife. Uma, oferecer alimentação saudável. Outra, apresentações culturais com artistas populares. O espaço de comercialização de produtos agroecológicos vindos de assentamentos e acampamentos da Reforma Agrária e da agricultura familiar camponesa de diversas regiões do país é uma iniciativa do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Também funcionará no espaço uma livraria, com mais de 600 títulos exclusivos da Editora Expressão Popular. Bolos e doces produzidos no assentamento Normandia, em Caruaru, estarão disponíveis no café-bar, que contará com cerveja artesanal e café agroecológico. “O conceito fundamental do Armazém do Campo é oferecer ao mundo urbano uma possibilidade de alimentação saudável, agroecológica e com preço justo, valorizando, sobretudo, o esforço e o trabalho de camponeses e camponesas da agricultura familiar do país inteiro”, explicou Raminho Figueiredo, coordenador do armazém no Recife. 

A inauguração começa às 10h30, com um ato político durante as mobilizações da Greve contra os cortes na educação. Às 18h, haverá festa com o projeto Som na Rural. Amanhã, será abertura da Livraria Expressão Popular, às 17h, com um debate sobre o cenário nacional e a presença de Carlos Bellé, um dos coordenadores da editora. No sábado, roda de samba e almoço com cardápio agroecológico, a partir das 11h. 

Os produtos que abastecem o espaço vêm de diversas regiões do país, como é caso do Café Guaií, produzido por famílias do acampamento Quilombo Campo Grande, no Sul de Minas Gerais; o fubá e chocolate da Bahia; queijos feitos no agreste pernambucano; bolos e doces de Normandia, em Caruaru, e a cachaça Vidas Secas, de Minas Gerais. O Armazém fica na Rua do Imperador Pedro II, bairro de Santo Antônio, no Recife.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.