Segurança SDS inicia Operação São João nesta sexta

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 29/05/2019 11:29 Atualizado em: 29/05/2019 12:46

Foto: Mariana Fabrício/DP Foto. (Foto: Mariana Fabrício/DP Foto.)
Foto: Mariana Fabrício/DP Foto.
A Secretaria de Defesa Social (SDS) inicia na próxima sexta-feira (31) a Operação São João. Neste ano serão empregados 28.152 postos de trabalho ocupados por policiais em todo o estado até o dia 30 de junho. Serão instaladas câmeras de videomonitoramento nos polos com a programação junina mais extensa e que recebem maior número de visitantes, como Caruaru, Arcoverde, Petrolina, além do Recife. Os detalhes da Operação São João 2019 foram divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) na manhã desta quarta-feira (29), na sede do órgão, no bairro de Santo Amaro.

A quantidade de lançamentos de policiais é menor em comparação ao ano passado, quando foram feitos mais de 30 mil lançamentos. Apesar da diminuição, os recursos extras empregados para fazer a segurança do evento se mantém em R$ 2,5 milhões, assim como no ano passado. O titular da SDS, Antônio de Pádua, ressalta que a redução ocorre por causa de uma menor demanda percebida neste ano. Até o último dia 20 foram feitas 234 solicitações de reforço na segurança por entidades publicas e privadas, mas a polícia pode atender até 600 pedidos. "O ano de 2018 tivemos a Copa do Mundo e a demanda pela segurança foi maior. Registramos mais pedidos de segurança para atender. Mas o investimento é o mesmo", diz.

Uma das estratégias para garantir a segurança no Sertão e no Agreste do estado foi a interiorização das operações. O Centro de Operações da SDS, que já funciona no Recife, durante o período junino também vai funcionar em Serra Talhada e Caruaru. Haverá ainda uma corregedoria em cada um desses dois polos. O serviço de videomonitoramento irá funcionar na capital, e nos municípios de Caruaru, Petrolina e Arcoverde. 

Em todo o estado serão cumpridas 17,2 mil jornadas da Polícia Militar, 4,4 mil da Polícia Civil e 5,6 mil do Corpo de Bombeiros. No Recife serão empregados 1 mil postos para a PM, 826 para Polícia Civil e 392 para Bombeiros. Já em Caruaru haverão duas delegacias móveis e serão empregados 8,7 mil postos de trabalho da Polícia Militar, 728 da Polícia Civol e 1.203 do Corpo de Bombeiros.

"O São João é muito capilarizado, então nós descentralizamos as operações. Em Caruaru teremos um Centros de Comando e Controle Regional, que estará lincado em tempo real com o Comando no Recife, onde faremos o esforço de empregarmos mais policiais, caso seja necessário. Então vamos atender as demandas das festas que acontecem nos vários municípios do estado", comentou.

O planejamento da Operação São João iniciou em abril, quando foi criado um grupo de trabalho com articulação entre as prefeituras, principalmente dos municípios do Recife, Arcoverde, Caruaru e Petrolina, que concentram a maior quantidade de visitantes durante o período junino. A orientação é que em todos os polos a festa deve terminar até às 2h. "Existe uma portaria da Secretaria que normatiza o emprego do policiamento, tanto Militar como Civil, das delegacias móveis descentralizadas e os horários que mapeamos e fizemos o agendamento com as prefeituras de até às 2h da madrugada será o horário ordinário para todos os municípios", disse.

Este será o primeiro São João a ter estrutura especial para atender as denúncias de importunação sexual. A Operação São João acontece de forma integrada entre órgãos de mobilidade, inteligência, atendimento ao turista e Ministério Público. O Corpo de Bombeiros também está integrado ao trabalho coordenado pela SDS, com parte técnica e de regularização dos projetos de incêndio dos pátrios de eventos e das vendas de fogos. "É prudente informar que todo evento que tenha estrutura condensada, sejam regularizadas atendendo às normas dos Bombeiros. Esse é um dos eventos em que se eleva o número de queimados na região. Então se acontecer queimaduras a orientação é lavar com água corrente e conduzir a posto médico para haver recuperação rápida", alertou o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Cunha.

DISTRIBUIÇÃO

- Postos de trabalho ativados em todo o estado:

Polícia Militar - 17.290 

Polícia Civil - 4.457

Corpo de Bombeiros - 5.621

Grupamento Tático Aéreo - 65

Gerência Geral de Polícia Científica - 288

Corregedoria - 431

- Distribuição do efetivo por áreas de interesse operacional

Recife 

Polícia Militar - 1.085

Polícia Civil - 826 

Corpo de Bombeiros - 398

Caruaru

Polícia Militar - 8.777

Polícia Civil - 728

Corpo de Bombeiros - 1.203

Sertão

Polícia Militar - 3.768

Polícia Civil - 1.404

Corpo de Bombeiros - 992


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.