Procura Talão de Zona Azul está em falta no Bairro do Recife

Publicado em: 28/05/2019 16:53 Atualizado em: 28/05/2019 17:43

Fiteiros do Bairro do Recife não receberam material para comercializar nesta terça-feira. Credito Gabriel Melo Esp DP
Fiteiros do Bairro do Recife não receberam material para comercializar nesta terça-feira. Credito Gabriel Melo Esp DP

O talão de Zona Azul sumiu nesta terça-feira das barracas dos fiteiros no Bairro do Recife. Sem a folha, o motorista fica vulnerável a multa por estacionamento irregular no valor de R$ 195,23 e perde cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além de poder ter o veículo removido para o depósito. A CTTU ainda não confirmou se possíveis multas serão suspensas. 

Atualmente, Recife conta com cerca de três mil vagas rotativas (sendo 800 com o tempo de permanência de cinco horas). A Zona Azul funciona das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira; e das 8h às 12h, aos sábados. O tempo máximo de permanência varia entre duas e cinco horas, a depender da sinalização indicativa nos locais.

O vendedor Nilvaldo Gomes, 66 anos, trabalha há 45 anos no Bairro do Recife. Ele chega a comercializar 150 talões por semana. Cada talão custa R$ 30 e a folha individual sai por R$ 3. "Começou a faltar hoje  eo fornecedor avisou que a Prefeitura do Recife vai implantar a Zona Azul eletrônica", contou.

De acordo com a assessoria de comunicação da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), a implantação da zona azul eletrônica ainda está em fase de estudo, mas há perspectiva que seja implementada em breve. A CTTU descartou a operação do modelo a partir de sábado, como está sendo comentado entre os vendedores do talão.  

O Bairro do Recife já contou com o aplicativo de zona azul eletrônico desenvolvido pelo Porto Digital. A ferramenta funcionou até 2015, mas na época não houve interesse do município em comercializar o projeto piloto. 
 
Modelo de raspadinha é considerado ultrapassado e não oferece segurança para o motorista. Crédito: Gabriel Melo Esp DP
Modelo de raspadinha é considerado ultrapassado e não oferece segurança para o motorista. Crédito: Gabriel Melo Esp DP
 

RASPADINHA

Usar o talão de raspadinha para marcar o mês, dia e horário de estacionamento na Zona Azul do Recife pode estar com os dias contados. A ferramenta, que serve de prova pelo agente de trânsito para multar o motorista, no caso de dados irregulares, horário excedido, ou estacionamento em local irregular, não pode ser usado pelo motorista para o contraditóriono caso de questionamento das multas, uma vez que a folha de raspadinha pode ter os dados raspados a qualquer momento. 
 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.