Saúde Última semana de vacinação contra a gripe no Recife

Publicado em: 27/05/2019 16:31 Atualizado em: 27/05/2019 17:48

Fotos: Cortesia (Fotos: Cortesia)
Fotos: Cortesia
Recife chega à última semana da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. Cerca de de 85% da população já se vacinou, mas dois grupos prioritários ainda não atingiram a meta de 90% de cobertura vacinal, estipulada pelo Ministério de Saúde (MS): as crianças de 6 meses a 6 anos e também as pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, como diabetes, hipertensão, asma, insuficiência cardíaca, entre outras. Nesses casos, é necessário apresentar encaminhamento médico para aplicação da vacina.

A capital pernambucana bateu a meta de cobertura vacinal das gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho há menos de 45 dias), profissionais de saúde e professores de escolas públicas e privadas do Recife. Também devem ser imunizados os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade em cumprimento de medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional, além de policiais civis e militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. Para esses últimos grupos, o Governo Federal recomenda a vacinação, mas não exige cumprimento de meta.

No último sábado (25), o grupo de idosos atingiu a meta de imunização. Contribuíram para isso Marcelo Neves Batista, 70 anos, e sua esposa, Valéria Valença, 73, que se vacinaram no posto volante montado no Walmart de Casa Forte. "Estávamos programando ir na Policlínica Albert Sabin nos próximos dias, mas aproveitamos quando vimos o posto aqui do supermercado. Graças à vacina, raramente pegamos gripe", contou Valéria, que tem problema cardíaco e cujo marido é hipertenso e transplantado do fígado. O dois entraram no grupo das doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. 

Além da unidades que disponibilizam a vacina durante a semana, algumas estão abrindo em horário alternativo. Até às 21h da sexta, pelo menos dois postos funcionam com horário estendido. A policlínica Lessa de Andrade, na Madalena, é um dos locais. Outra estratégia adotada por algumas unidades do Recife, como por exemplo a Policlínica Albert Sabin, na Tamarineira, é funcionar durante o horário de almoço.

CONFIRA MAIS:  

A Sesau também tem levado a vacinação contra gripe até pessoas acamadas, creches e escolas das redes municipal e privada, asilos, comandos da Guarda Municipal e da Polícia Militar, igrejas e hospitais.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.