Natureza Ninho de gavião-carcará encontrado no alto de uma torre de celular

Publicado em: 24/05/2019 15:42 Atualizado em: 24/05/2019 15:48

Arquivo CPRH e Alpin Serviços Prediais 
Foto: arquivo CPRH e Alpin Serviços Prediais
Arquivo CPRH e Alpin Serviços Prediais Foto: arquivo CPRH e Alpin Serviços Prediais
Um ninho de gavião-carcará foi encontrado quase no final de uma torre de celular de 27 metros, instalada em cima de um prédio de dois pavimentos, no bairro de Jardim Piedade, em, Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. O ninho foi construído com material recolhido em área urbana e passa a integrar a coleção ornitológica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A unidade de Fauna da CPRH fez a entrega ao Laboratório de Ornitologia (Ornitolab), do Departamento de Zoologia da instituição.

Com um ovo rachado, já seco, o ninho foi removido – praticamente inteiro – por uma empresa de alpinismo industrial contratada pela empresa de telefonia TIM. Sua presença no local onde foi montado estava prejudicando os serviços de manutenção da antena, já que carcarás adultos estavam sempre na área, conforme informou um dos profissionais responsáveis pelo serviço, Carlos Antônio, da Alpin Serviços Prediais, ao fazer a entrega à CPRH.

“Na selva de pedra em que estamos vivendo, as aves vão cada vez mais se aproximando da área urbana, já que estão perdendo espaços, e procurando novas áreas para garantir a sobrevivência. Mesmo áreas próximas, mas sem movimentação de humanos”, disse Carlos Antônio, enfatizando que seguiu a orientação de, o quanto possível, fazer a remoção sem quebrar o material.   

Com aproximadamente 65cm de comprimento, 40cm de largura e 35 cm de altura, o ninho foi construído por arames, fios, cabos de internet, gravetos, ramos de árvores, barbantes e até um pedaço de papel preso. A taxidermista Daniele Mariz Vieira, do Centro de Biociências da UFPE, destacou que peças como essa são importantes para pesquisas de comportamento animal e ecologia, entre outros aspectos. A coleção do Ornitolab tem ninhos de diversas espécies, entre elas de curutié, garibaldi, rolinha, ferreiro-relógio e joão-de-barro, mas não tinha ainda do carcará.

O gavião-carcará é uma ave da família dos falcões, muito encontrado em lixões e aterros sanitários, junto com urubus e garças. Não apresenta vínculo com ambientes florestais, prefere campos abertos, cerrados e caatingas e é também muito presente na área urbana – inclusive em áreas próximas de aeroportos, o que o faz vítima ocasional de colisões.   


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.