Qualificação Projeto beneficia jovens que aguardam adoção

Publicado em: 23/05/2019 10:14 Atualizado em: 23/05/2019 10:23

FOTO: Juliana Leitao/Arquivo DP (FOTO: Juliana Leitao/Arquivo DP)
FOTO: Juliana Leitao/Arquivo DP
Adolescentes em processo de adoção poderão participar de cursos de qualificação e oportunidades de estágio. A iniciativa é uma parceria entre a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), chamada Alepe Acolhe.

O programa faz alusão à Semana Estadual da Adoção e busca inserir jovens oriundos das casas de acolhimento no mercado de trabalho. Inicialmente serão disponibilizadas 10 vagas. O TJPE vai indica os jovens para os cursos a Escola do Legislativo oferece aulas de português, informática e idioma estrangeiro.

“Ao fazer campanhas de estímulo à adoção, não podemos nos esquecer daqueles jovens que, por motivos que estão além de seu controle, não encontram famílias que os acolham”, diz o primeiro-secretário da Alepe, deputado Clodoaldo Magalhães (PSB).

Segundo o juiz Élio Braz, Titular da 2ª Vara da Infância e da Juventude do Recife, a maioria das pessoas busca recém-nascidos ou crianças muito novas. Dados do Conselho Nacional apontam cerca de 9,3 mil crianças e adolescentes à espera por uma família adotiva. Destes, 6,4 mil têm entre sete e 17 anos, equivalente a 68,8% do total. No entanto, dos 45,2 mil pretendentes registrados no Cadastro Nacional de Adoção (CNA), apenas 6,7 mil aceitam adotar crianças nessa faia etária (14,8%).


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.