EDUCAÇÃO Candidatos ao vestibular da IFPE têm até esta quinta (23) para solicitar isenção da taxa de inscrição

Publicado em: 22/05/2019 17:39 Atualizado em: 22/05/2019 17:49



Entrega de documentação comprobatória pode ser feita até sexta (24). Inscrições seguem até 9 de junho.
Entrega de documentação comprobatória pode ser feita até sexta (24). Inscrições seguem até 9 de junho.
Os candidatos a uma das 3.173 vagas do Vestibular do IFPE 2019.2 têm até esta quinta (23) para solicitar isenção da taxa de inscrição. A solicitação pode ser feita online, diretamente pelo site cvest.ifpe.edu.br, mas a entrega dos documentos comprobatórios é presencial e pode ocorrer até a sexta (24). Foram abertas vagas em cursos técnicos e superiores, distribuídos em 16 campi e 8 polos de Educação a Distância. 

Podem solicitar isenção os candidatos com renda per capita inferior ou igual a 1,5 salário mínimo que tenham cursado todo o Ensino Médio (ou que estejam no último ano) em escola pública ou como bolsistas integrais em escolas privadas. O mesmo vale para aqueles que concluíram ou estão concluindo o ensino fundamental. Além desses, também estão aptos a solicitar isenção estudantes ou egressos dos programas Mulheres Mil e PROIFPE Acesso, alunos do último ano de curso Proeja ofertado pelo IFPE, membros de comunidades indígenas ou quilombolas e indivíduos em situação de calamidade pública.
 
Os documentos comprobatórios deverão ser entregues no campus ou polo em que cada candidato pretende concorrer à vaga. A lista dos contemplados com a gratuidade será divulgada no dia 31 de maio. Quem obtiver isenção da taxa de inscrição deverá verificar a informação no site da Cvest. Aqueles que tiverem o pedido indeferido deverão realizar o pagamento no prazo estabelecido em edital. O valor é de R$ 30 reais para quem vai concorrer às vagas em cursos técnicos e R$ 55 para os superiores. 

As inscrições podem ser feitas até o dia 9 de junho e o pagamento da taxa pode ser realizado até o dia 10, exclusivamente no Banco do Brasil. Quem for concorrer às vagas do curso na modalidade Proeja não precisa pagar a taxa de inscrição.
 
A grande novidade desta edição é o aumento do percentual de vagas destinadas a candidatos oriundos da rede pública de ensino, que passa a ser de 60%. Por meio de uma resolução aprovada pelo Conselho Superior (25/2019) em abril deste ano, o IFPE ampliou o alcance da Lei de Cotas (12.711/2012), que estabelece que todas as universidades e Institutos Federais devem reservar pelo menos 50% das vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino fundamental ou médio em escolas públicas.
 
Assim como nos anos anteriores, essas vagas serão subdivididas entre os que têm renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo e os que têm renda superior a essa faixa. Há ainda uma subdivisão por etnia, dentre os candidatos que se autodeclaram como pretos, pardos ou indígenas e também entre pessoas com algum tipo de deficiência. Nos cursos de vocação agrícola, permanece a reserva de 25% das vagas de ampla concorrência para moradores da zona rural ou filhos de agricultores. Outra novidade é a oferta de dois novos cursos superiores. O curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas será oferecido nos campi Garanhuns e Paulista. Já o Campus Ipojuca ganhará o curso de Engenharia Mecânica.
 
Outra novidade é a oferta de três novos cursos superiores de graduação: o de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas será oferecido nos campi Garanhuns e Paulista. Já o CampusIpojuca ganhará curso de Engenharia Mecânica. O Campus Belo Jardim passa a oferecer  Engenharia de Software.
 
Na modalidade presencial, serão oferecidos seis cursos técnicos integrados, destinados a quem deseja aliar a formação profissional ao ensino médio regular, 46 cursos técnicos subsequentes, voltados para quem já concluiu o ensino médio. Há, ainda, um curso de nível médio integrado por meio do Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja), voltado para candidatos com mais de 18 anos que não concluíram o Ensino Médio, e outros 7 cursos superiores. Todos na modalidade presencial.
 
O IFPE também abriu vagas para três cursos a distância, sendo um subsequente (Técnico em Manutenção e Suporte e Informática) e dois superiores (Licenciatura em Geografia e Licenciatura em Matemática), totalizando a oferta de 430 vagas para cursos em EaD.

Provas -  serão realizadas no dia 30 de junho. Candidatos aos cursos técnicos serão submetidos a 30 questões de múltipla escolha. Quem vai concorrer a uma das vagas dos cursos superiores fará uma prova com 50 questões de múltipla escolha, além de redação. Os exames terão início às 9h e terão duração de três horas, para os cursos técnicos, e de quatro horas para os cursos superiores. A divulgação do listão com os nomes dos aprovados está prevista para dia 15 de julho de 2019.
 
Acessibilidade -  Candidatos com deficiência física, intelectual ou sensorial dispõem de uma hora a mais para realização da prova e têm direito a solicitar condições especiais. A Cvest pode disponibilizar, por exemplo, um fiscal para marcação do gabarito, uma versão da prova com fonte ampliada, um ledor para prova ou mesmo um intérprete de Libras. Para requerer a realização de prova em condição especial, basta apresentar requerimento, disponível no Manual do Candidato, e entregá-lo devidamente documentado com atestado médico contendo diagnóstico e CID (Código Internacional de Doenças), até o dia 10 de junho.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.