EDUCAÇÃO Governo oferece 114 bolsas integrais em cursos superiores para estudantes de escolas públicas

Publicado em: 22/05/2019 16:44 Atualizado em: 22/05/2019 17:19

Vagas em instituições privadas de ensino são na área de Saúde, incluindo medicina. Foto: Secretaria Estadual de Saúde / Divulgação
Vagas em instituições privadas de ensino são na área de Saúde, incluindo medicina. Foto: Secretaria Estadual de Saúde / Divulgação
Foi lançado nesta quarta (22), em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, o edital do processo seletivo para o Programa de Formação do Sistema Único de Saúde (FormaSUS-PE) 2019. As 114 bolsas integrais de estudo, para dez cursos de graduação em Saúde em 15 instituições privadas de ensino, são destinadas a estudantes da rede pública de ensino do Estado, ou bolsistas integrais da rede particular. 
 
A seleção e classificação dos candidatos são realizadas a partir da média geral do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições ocorrem a partir da próxima quinta-feira (23) até 12 de junho pelo site: formasus.pe.gov.br. O resultado final será conhecido no dia 10 de julho. As bolsas integrais, estimadas em um valor total de R$ 7,5 milhões, estão distribuídas em instituições de ensino superior localizadas em seis municípios pernambucanos: Recife (Universidade Católica de Pernambuco – Unicap; Centro Universitário Maurício de Nasasu –Uninassau; Faculdade Pernambucana de Saúde – FPS; Faculdade Estácio; Universidade Tiradentes – UNIT/FACIPE; Faculdade do Recife – Farec; Centro Universitário Brasileiro – Unibra/IBGM; e Faculdade São Miguel), Olinda (Faculdade de Ciências Humanas de Olinda - Facgo), Caruaru (Associação Caruaruense de Ensino Superior - ASCES; Uninassau e Faculdade Vale do Ipojuca - Unifavip), Nazaré da Mata (Faculdade Santíssima Trindade – FAST), Vitória de Santo Antão (Faculdade Escritor Osman da Costa Lins – Facol; Faculdade Integrada de Vitória de Santo Antão - FAINTVISA) e Belo Jardim (Autarquia Educacional do Belo Jardim - FAEB).

Em 2019, o FormaSUS-PE ampliou em 10% o número de bolsas disponíveis em cursos superiores, passando de 104 em 2018, para 114. Ao todo, são 12 vagas para cursos de medicina, 73 de enfermagem, 03 de biomedicina, 04 de farmácia, 13 de fisioterapia, 02 de nutrição, 02 de odontologia, 01 de tecnólogo em radiologia, 01 de psicologia e 03 de serviço social. As bolsas integrais são uma contrapartida das instituições de ensino privadas que utilizam a unidades da rede estadual de saúde como campo de estudo e prática para a formação de seus estudantes. "O FormaSUS-PE surgiu da necessidade de regulamentar a contrapartida, por parte das instituições privadas, à Rede Estadual de Saúde, que oferece mais de 3 mil vagas de estágio curricular obrigatório aos alunos. É nos hospitais e demais serviços do Governo de Pernambuco que esses estudantes se tornam profissionais. Então, nada mais justo que estas instituições ofereçam, como contrapartida, a formação de saúde a jovens cuja renda não permite o acesso, formando mão de obra comprometida com o serviço público”, ressalta o secretário André Longo.

A cada dez vagas que uma instituição privada solicita para estágio curricular na rede estadual de Saúde, uma bolsa integral é criada para alunos da rede pública, equivalente a 10%. Além das vagas em cursos superiores, lançadas anualmente, o FormaSUS-PE também disponibiliza, a cada dois anos, bolsas em cursos técnicos na área de saúde. O próximo edital desta última modalidade será lançado em 2020. No evento, que contou com a presença de estudantes já beneficiados pelo Programa, houve a apresentação do balanço dos cinco anos do FormaSUS-PE.
 
HISTÓRICO – O FormaSUS-PE foi instituído como Programa por meio da Lei 15.065 de 04 de setembro de 2013.  Desde então, o Governo de Pernambuco já ofertou, nos editais anteriores, um total de 1.454 bolsas integrais de estudo, sendo 700 para cursos de graduação e 754 técnicos.
O Programa de Formação do Sistema Único de Saúde de Pernambuco tem por objetivo a oferta de bolsas integrais de estudo na área de saúde em instituições privadas de ensino superior e de ensino técnico para alunos que cursaram todo o Ensino Médio no Estado de Pernambuco em escolas públicas ou em escolas particulares na condição de bolsista integral, em contrapartida pelo uso, por estas instituições, do espaço público destinado à prática e formação de profissionais de saúde, além de formar profissionais capacitados para integrar o serviço público de Saúde.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.