mobilidade Programa investe R$ 505 milhões na reestruturação de malha viária estadual

Publicado em: 20/05/2019 14:22 Atualizado em:

Foto: Leandro de Santana/especial DP
Foto: Leandro de Santana/especial DP
A BR-232, via de acesso mais importante para quem vai brincar o São João em Caruaru, começou a receber, nesta segunda-feira (20), capinação, drenagem, recuperação de asfalto e sinalização para ficar de cara nova antes da chegada dos festejos juninos. A intervenção acontece nos dois sentidos da via, entre Caruaru e Recife (130 km), e é parte de um pacote maior de obras, chamada pelo governo do estado de Programa Caminhos de Pernambuco, o maior investimento em reestruturação da malha viária estadual, conforme foi anunciado, nesta manhã, em um Palácio do Governo lotado com a presença de prefeitos pernambucanos.

Ao todo, serão investidos R$ 505 milhões até dezembro de 2022 em 5.554,5 km pavimentados de 365 rodovias estaduais. Estão previstas ações de conservação, restauração e também de reconstrução, nos casos mais graves. Somente no primeiro ano (de maio de 2018 a junho de 2020) serão atendidos 2 mil km, o que representa 40% do total de estradas, ao custo de R$ 130 milhões. No caso da BR-232, o serviço iniciado hoje é considerado a primeira etapa da intervenção. A segunda etapa, que prevê restauração de pavimento, custará R$ 70 milhões e será feita em dois anos.

A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernanda Batista, explica que a ideia do projeto é dar segurança aos motoristas, conforto no rolamento e retardo na degradação das estradas. “O fluxo de transporte aumentou nas rodovias do estado e temos estradas da década de 1970.”. Nas regiões mais secas será usado o Tratamento Superficial Duplo (TSD). Já nas regiões com maior incidência de chuva, será usado o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). Ana Célia, prefeita de Surubim e vice-presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), disse que a ações trarão “mais desenvolvimento para nossas cidades.”

A agenda montada pelo governo prevê uma frente de ações em todo o estado dentro de 30 dias. A partir do próximo dia 27, será iniciado o serviço na Região Metropolitana do Recife e Salgueiro. A partir do dia 3 de junho, é a vez de Petrolina, Garanhuns e entorno. No dia 10, a previsão é de chegar a Carpina e entorno e, enfim, no dia 17, os serviços começam em Ribeirão, Sertânia, Caruaru e entorno.

Segundo o governador Paulo Câmara, o projeto prevê as ações de acordo com o período chuvoso. “As estradas ainda são o principal meio usado para transporte em Pernambuco. No primeiro ano, faremos o emergencial. O projeto é bem pensado. O tratamento será de acordo com a região. Vamos atacar primeiro onde a chuva já passou. Nos outros municípios, faremos a partir de agosto.”


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.