Ação Campanha usa óculos virtual para alertar sobre violência contra população LGBT

Publicado em: 17/05/2019 09:24 Atualizado em: 17/05/2019 09:32

Foto: Jaqueline de Macedo/PCR
Foto: Jaqueline de Macedo/PCR
Uma campanha usa óculos de realidade virtual (RV), daqueles que possibilitam experiências realísticas, de imersão e interativas, para chamar a atenção para a violência sofrida por lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT). A ação está acontecendo até o meio-dia desta sexta-feira (17), Dia Internacional de Combate à Homofobia, junto às pessoas que transitarem pela Estação Central do Metrô do Recife.

“Durante a ação, as pessoas serão convidadas a usarem os óculos de RV e observarem algumas violências vividas pela população LGBT, como as situações de discriminação, por exemplo”, explica o gerente de Livre Orientação Sexual (Glos) da Prefeitura do Recife, Wellington Pastor.

A programação comemorativa ao Dia Internacional de Combate à Homofobia continua no final de semana. Para fortalecer o Programa Recife Sem Preconceito e Discriminação, com divulgação das leis municipais que punem e proíbem atos discriminatórios, como também a plataforma de denúncia de violência contra a população LGBT, da Prefeitura do Recife, todos os estabelecimentos voltados para o público LGBT usarão a camisa da campanha Recife Sem Preconceito e Discriminação.

No Recife, as leis municipais 16.780/2002 e 17.025/2004 punem e proíbem atos discriminatórios pela orientação sexual e/ou identidade de gênero. A Prefeitura do Recife, por meio da Gerência da Livre Orientação Sexual, promoverá ações de sensibilização em bares voltados para o público LGBT. Na ocasião, serão distribuídos panfletos sobre o Centro Municipal de Referência em Cidadania LGBT do Recife, espaço para recebimento e acolhimento de vítimas de violência homofóbica, no Recife, e informativos ensinando como denunciar atos discriminatórios.
 
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.