RELIGIÃO Dom Fernando Saburido antecipou as celebrações pelo Dia das Comunicações no DP

Publicado em: 16/05/2019 16:54 Atualizado em: 16/05/2019 17:09

Ele trouxe sua bênção em virtude das celebrações, na Igreja Católica, pelo  53º Dia das Comunicações, 2 de junho. Foto: Paulo Paiva / DP
Ele trouxe sua bênção em virtude das celebrações, na Igreja Católica, pelo 53º Dia das Comunicações, 2 de junho. Foto: Paulo Paiva / DP
No dia 2 de junho, a Igreja Católica celebra o 53º Dia das Comunicações. Como tema para 2019, o Papa Francisco escolheu “Somos membros uns dos outros”, que propõe rever as relações interpessoais geradas pelas tecnologias digitais. Antecipando as comemorações pela data, foi esta mensagem que o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, trouxe à redação do Diario de Pernambuco, na tarde desta quinta (16). O sacerdote veio acompanhado do presidente da Pastoral da Comunicação, padre Luciano Brito, e da coordenadora do departamento, Irmã Josevânia Alves. Ele concedeu sua benção aos jornalistas e presidência do Diario e ainda convidou a todos para a reinauguração da Igreja de Santo Antônio, no bairro do mesmo nome, no dia 2 de junho.

Dom Fernando iniciou sua celebração com um momento de ação de graças, seguido pelas preces espontâneas e por uma oração relativa ao Congresso Eucarístico Nacional, que será sediado no Recife em 2020.  Em sua bêncão final, solicitou que Deus fortalecesse os jornalistas enquanto comunicadores de bem, atentos aos espaços de denúncia contra o que fere a dignidade humana, solicitando interseção do padroeiro dos jornalistas, São Francisco de Sales.  Sobre o tema “ser membro um do outro”, o religioso esclareceu que se trata de uma analogia com as relações de interdependência e posição de igualdade entre as pessoas. “Todos têm seu papel único e fundamental no todo”, afirmou.  Ele associou, também, a comunicação ao evangelho, que não anda dissociado da verdade. “A igreja deve ser solidária, fraterna, servidora, solícita e a imprensa consegue levar para cada vez mais longe esta mensagem”, completou. 

Ele explicou, ainda, os motivos do dia 2 de junho ser também o das comunicações, para a igreja. “Foi quando Jesus ascendeu aos céus e enviou os apóstoloes em missão para anunciar a boa nova. Neste sentido, os jornalistas e as mídias têm muito o que fazer quando procuram se comprometer com a boa notícia, com a verdade. A cada ano, o Papa manda esta mensagem aos comunicadores para que possam, como cristãos, somar com a Igreja para anunciar as coisas boas que acontecem”, informou.

Padre Luciano Brito, coordenador da Pastoral da Comunicação, relembrou que há 53 anos, a Igreja Católica no mundo inteiro celebra esse dia. “Esta parceria com os comunicadores tem sido feliz pois eles tem nos ajudado a levar o evangelho às pessoas, não só liturgicamente, mas principalmente nas questões sociais em que a igreja levanta a bandeira da defesa dos mais necessitados. Devemos estar unidos neste compromisso para que sejamos portadores da boa notícia, levando para as pessoas aquilo que realmente toca o seu coração na forma de libertação e de vida”, destacou.

Maurício Rands, vice-presidente do Diario de Pernambuco, revelou o que chamou sua atenção nas palavras de Dom Fernando. “O fato de chamar a todos nós, que fazemos comunicação social, à responsabilidade para que evitemos as fake news, que possamos ser construtivos ao levar a comnunicação a toda a população. Neste sentido, o Diario de Pernambuco e a Arquidiocese de Olinda e Recife estão irmanados no mesmo propósito”, concluiu.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.