Libertas Homens suspeitos de violência contra a mulher são alvo de operação policial

Publicado em: 10/05/2019 06:55 Atualizado em: 10/05/2019 12:07

Foto: Polícia Civil/divulgação
Foto: Polícia Civil/divulgação

Oito homens investigados por prática de violência doméstica e familiar contra a mulher foram presos, nesta manhã, pela Polícia Civil, em uma ação conjunta inédita de combate ao feminicídio em Pernambuco. A Operação Libertas cumpriu os oito mandados de prisão preventiva porque eles são suspeitos de descumprimento de medidas protetivas de urgência.

A investigação começou em abril deste ano. As prisões foram expedidas pela Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca do Cabo de Santo Agostinho. Os presos foram levados primeiro para o Departamento de Polícia da Mulher (Dpmul), no Recife Antigo, e depois encaminhados para o Cotel, em Abreu e Lima.

Segundo a delegada Polyanne Farias, os suspeitos não estavam obedecendo regras que determinam o afastamento deles das vítimas por um perímetro específico ou de frequentarem determinados locais. "Por conta do descumprimento, chegaram ao ponto de receberem ordem de prisão preventiva. Além disso, também responderão pela conduta criminosa de reincidência, pois voltaram a ameaçar ou mesmo lesionar as vítimas nessa reaproximação. Com as prisões, damos às vítimas a sensação de segurança e prevenimos novos casos de feminicídio. A operação reafirma o compromisso de combater a violência doméstica da mesma forma que combatemos o crime organizado, inclusive com recursos do serviço de inteligência", acrescentou a delegada.

Dados divulgados pela delegada apontam que, entre janeiro e abril deste ano, a Polícia Civil calculou uma redução de 48% no número de vítimas mulheres em crimes de homicídio. No mesmo período, aumentou em 16,25% o número de mulheres solicitando medida protetiva. "Isso significa que elas estão mais encorajadas a denunciar", analisa a policial.




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.