Jardim Brasil Mutirão jurídico atende moradores de Olinda gratuitamente

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 09/05/2019 10:58 Atualizado em:

Foto: Divulgação/Aeso-Barros Melo. (Foto: Divulgação/Aeso-Barros Melo.)
Foto: Divulgação/Aeso-Barros Melo.
Pendências com pensão alimentícia, divórcio, inventário e relações com vizinhos podem ser atendidas durante o mutirão de atendimento jurídico, na área cível, que acontece dias 13 e 14 de maio, das 14h às 17h, na paróquia Nossa Senhora D'ajuda, no bairro de Jardim Brasil, em Olinda. O objetivo é orientar a população sobre como agir em casos ainda não assistidos pela justiça, encaminhando a demanda para sessões de mediação e conciliação, ou orientando a judicialização através da Defensoria Pública.

A expectativa é de que moradores de bairros próximos, como Peixinhos, Vila Popular, Aguazinha e Jardim Brasil, compareçam à iniciativa. Os atendimentos serão promovidos por 50 voluntários, entre professores, alunos e estagiários do Núcleo de Prática Jurídica da AESO-Barros Melo. A estimativa é de que 40 pessoas sejam assistidas pelo mutirão a cada dia. O serviço será realizado de acordo com a ordem de chegada dos interessados e é necessário que, no momento do atendimento, o usuário apresente a carteira de identidade ou de habilitação, CPF, comprovante de residência e documentos que possam comprovar os seus direitos.

"Demonstra o compromisso e responsabilidade social da AESO-Barros Melo e também revela a preocupação de que o processo educativo e de formação dos bacharelandos proporcione o alinhamento entre prática, teoria e formação cidadã, preparando-os para trazerem, no exercício das profissões, a ética, a responsabilidade social e promoção da cidadania por meio do Direito", explica a coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica, Ornela Fortes.

Serviço

Atendimento jurídico 
Gratuito
Endereço: Paróquia Nossa Senhora D'ajuda - Av. Antônio da Costa Azevedo, 1067 - Jardim Brasil, Olinda.
De 13 e 14 de maio, das 14h às 17h.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.