Venezuelanas Duas mulheres são presas no aeroporto com cocaína líquida na mala

Publicado em: 07/05/2019 07:16 Atualizado em: 07/05/2019 09:45

Foto: Polícia Federal/divulgação
Foto: Polícia Federal/divulgação
Duas mulheres foram presas pela Polícia Federal no Aeroporto Internacional dos Guararapes - Gilberto Freyre suspeitas de tráfico internacional de drogas. As venezuelanas estavam com 6 kg de cocaína dentro das malas.

A estudante Leismar Coromoto Duran Martinez, 22 anos, estava com 3,3 kg de cocaína líquida acondicionada em plásticos transparentes. Junto com ela, estava a professora Mairim Antônia Carolina Delgado Guedez, 39, que tinha 2,7 kg de cocaína líquida na mala. Nenhuma das duas mulheres têm antecedentes criminais.

As mulheres disseram, em depoimento, que foram ameaçadas por traficantes para fazer o transporte da drogas. Além da cocaína, também foram apreendidos a quantia de € 1.145 euros (cerca de 5 mil reais) e diversos documentos e cartões variados. Ambas foram levadas para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, após audiência de custódia. A PF acredita que a droga tem origem na Colômbia.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.