UFPE Evento debate movimentos de resistência da cultura indígena

Publicado em: 02/05/2019 21:02 Atualizado em: 03/05/2019 10:47

Foto: Agência Brasil.
Foto: Agência Brasil.
Por iniciativa da professora Patrícia Pinheiro (Departamento de História da UFPE) e do Coletivo Sagarana, será realizado, no dia 20 deste mês, o “Piripkura - História de luta e resistência dos índios isolados no Brasil”, cujas inscrições já podem ser feitas, até o dia 18, no link do evento. O propósito é abordar a resistência indígena a partir da exibição do documentário “Piripkura” (2017), vencedor do Festival do Rio na categoria “Longa Documentário” e ganhador do Prêmio de Direitos Humanos no Festival de Amsterdã, dirigido por Bruno Jorge, Mariana Oliva e Renata Terra.

A diretora Renata Terra estará presente na Mesa I, quando irá tratar sobre as questões abordadas pela produção cinematográfica, como o ponto central que é a sobrevivência de Packyî e Tamandua (dois do três últimos sobreviventes do povo Piripkura) frente às ameaças das fazendas e dos madeireiros que anseiam por invadir as terras que eles ocupam. Presentes também na Mesa I (14h/18h30) estará o professor Renato Athias (Departamento de Antropologia e Museologia da UFPE) que irá palestrar sobre “Povos não contactados no Brasil atual: Cidadãos voluntariamente isolados?” e a professora Patrícia Pinheiro.

No segundo momento, na Mesa II (19h30/21h) haverá palestra do jornalista Rubens Valente, autor de “Os fuzis e as flechas”, tendo por título de sua comunicação “Índios isolados na Ditadura e na democracia: Estado e direitos indígenas”. Ao término das palestras, será disponibilizado certificado de 12 horas mediante a presença do participante nas duas mesas. Toda a programação transcorrerá no auditório 3 da Biblioteca Central da UFPE.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.