Educação UFPE publica Edital do Processo Seletivo Extravestibular - Transferência Externa 2019.2

Publicado em: 02/05/2019 20:32 Atualizado em:

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) publicou o Edital do Processo Seletivo Extravestibular – Transferência Externa 2019.2 para os cursos de graduação na modalidade presencial (Unidades Acadêmicas de Recife, Vitória e Agreste) e à distância. As inscrições serão realizadas exclusivamente de forma presencial na Coordenação do Corpo Discente da UFPE, situada na Avenida dos Economistas, no Campus Recife, no período de segunda-feira (6) até o dia 17 deste mês, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Todas as outras datas estão no cronograma disposto no edital. A resolução que estabelece critérios e fixa o quantitativo de vagas a serem oferecidas para o processo também está disponível no site da Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos. 

O Processo Seletivo Extravestibular – Transferência Externa 2019.2 será voltado para a transferência de alunos regulares de outras instituições nacionais de Ensino Superior, vinculados a cursos de graduação reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), modalidade presencial ou a distância, grau bacharelado ou licenciatura, para cursos de graduação oferecidos pela UFPE. Para ingressos nos cursos de modalidade presencial, poderão se candidatar apenas estudantes provenientes de cursos da mesma modalidade. Já para ingresso nos cursos da modalidade a distância, poderão se candidatar estudantes provenientes de ambas as modalidades (presencial ou a distância).

É necessário ter ingressado na instituição de origem via Processo Seletivo Vestibular, pelo Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou pelo Programa Universidade para Todos (Prouni); ter registrada, no histórico escolar do curso de origem, média geral igual ou maior a 5,0; ter realizado pelo menos uma das cinco últimas edições do Enem (2014, 2015, 2016, 2017 ou 2018) e obtido nota não inferior a 400 em cada uma das provas; ter cursado com aproveitamento escolar, sem considerar dispensas em componentes curriculares, no mínimo 25% e no máximo 60% da carga horária plena do curso de origem; e estar vinculado à IES de origem por pelo menos um ano letivo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.