Litoral Sul Polícia deflagra operação em busca de suspeitos por homicídios e tráfico

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/04/2019 08:02 Atualizado em: 30/04/2019 09:09

Operação Estação Final pretende prender ao menos 11 suspeitos.
Foto: Divulgação/PCPE. (Operação Estação Final pretende prender ao menos 11 suspeitos.
Foto: Divulgação/PCPE.)
Operação Estação Final pretende prender ao menos 11 suspeitos. Foto: Divulgação/PCPE.
Uma operação foi desencadeada pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (30), com o objetivo de prender suspeitos de terem envolvimento com homicídios, tráfico de drogas e associação para o tráfico no município de Ipojuca, no Litoral Sul pernambucano. Estão sendo cumpridos 11 mandados de prisão e dois mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela Comarca daquela cidade.

As investigações da operação denominada Estação Final tiveram início no mês de agosto de 2018 pelo delegado Victor Azoubel. Esta é a 35ª  Operação de Repressão Qualificada do ano. A operação envolve 50 policiais civis e está sendo assessorada pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco.

"Hoje tivemos uma prisão importante de um indivíduo que já havia sido preso anteriormente por porte de armas em uma apreensão muito grande. Estava com tornozeleira monitorado pela Polícia Civil e conseguimos prendê-lo. Ele já era envolvido com tráfico, homicídio e associação criminosa", comentou Victor Azoubel.

De acordo com o delegado, a organização criminosa conhecida como "Trem Bala" atua de forma violenta no Litoral Sul e diante das prisões foi possível evitar que cinco homicídios que estavam programados pelo grupo fossem concretizados. "A cerca de vinte dias atrás conseguimos desarticular outro braço dessa organização que atuava em Feira Nova e hoje estamos desarticulando mais um", disse Azoubel.

Foram apreendidos durante a operação 130 quilos de maconha. "Conseguimos apreender armas, drogas, carros. Estimamos que o prejuízo à organização foi de R$ 400 mil reais", afirma o delegado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.