Desenvolvimento Ilha de Deus e Bomba do Hemetério recebem guias de turismo para capacitação

Publicado em: 29/04/2019 20:23 Atualizado em: 29/04/2019 20:33

Crédito: Shilton Araujo/Esp.DP
Crédito: Shilton Araujo/Esp.DP

A Rede Nacional de Turismo Criativo do Brasil promove, nesta terça-feira (30), atividades para desenvolver o empoderamento e movimentar a economia local das comunidades do Recife. A Famtour ocorre na Ilha de Deus e Bomba do Hemetério e levará 50 guias de turismo aos locais para estimular esse profissionais a acrescentarem o turismo de base comunitária em seus roteiros turísticos. Dança popular, música, artes plásticas e gastronomia estão entre as experiências que os guias irão vivenciar de forma imersiva nas comunidades. A vivência acontece das 9h às 17h.

A experiência é uma estratégia de divulgação de produtos que ainda não possuem tanta visibilidade para os viajantes e turistas tradicionais e tem como premissa a difusão de um círculo de desenvolvimento cultural, econômico e territorial. 

"A Famtour é uma forma da gente colocar as comunidades na vitrine e mostrar que elas também podem ser consumidas. Por ter como público-alvo os guias de turismo, o evento tem mais força para ser um propulsor de renda para os moradores, pelo potencial que esses profissionais têm de catalisar consumidores para os locais,” enfatiza o co-fundador da RECRIA, João Paulo.

O roteiro terá inicio na Ilha de Deus, às 9h30, após o desembarque do Catamarã. A recepção será comandada pela Cia de Dança Nativos, que fará uma apresentação ao estilo do grupo: centrada na relação homem-território. Logo após, os visitantes farão uma caminhada panorâmica pelo local, conhecendo o processo de catação do sururu, plantio de muda de mangue e a Ponte "Vitória das Mulheres". A viagem também prevê visita ao Hostel Social Ilha de Deus, cujo "turismo de base comunitária" foi engatado pela ONG Saber Viver em 2015.  

Às 14h, os guias seguem para a Bomba do Hemetério, onde visitam o Ateliê Arte Plena, de Leopoldo Nóbrega (responsável pela grande escultura do Galo 2019). A equipe irá assistir uma apresentação do Maracatu Raízes de Pai Adão, de tradição Nagô. A segunda parte da vivência termina na Praça da Bomba com um cortejo festivo do Boi Malabá, fundado em 1987, cuja tradição é repassada por herança pelos membros do grupo. Há também uma visita degustativa ao Espetinho da Ceça, tradicional restaurante que funciona há mais de 15 anos no local.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.