Violência Plataforma Fogo Cruzado lança sistema de consulta com dados abertos à população

Publicado em: 26/04/2019 19:04 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Internet.
Foto: Reprodução/Internet.
O Fogo Cruzado abriu seus dados em uma sistema de consulta aberta, para acesso fácil e rápido de pesquisadores que usam informações em tempo real, gestores públicos, pessoas interessadas em nossas séries históricas e empresas parceiras interessadas no desenvolvimento de novas plataformas. Este é o primeiro banco de dados aberto do tipo no Brasil. A iniciativa inclui também uma API que permitirá a criação de aplicações com nossos dados - para acessar o recurso, o usuário deverá fazer uma solicitação direta à nossa equipe.

Além dos dados sobre tiroteios/disparos, vítima fatais e feridas, presença de agentes, etc, é possível ainda acessar dados sobre a área pesquisada de acordo com IBGE, tais como densidade demográfica, área e população.

"A implantação da API é mais um passo que o Fogo Cruzado dá em direção à transparência dos seus dados e de sua metodologia. Ao facilitar o acesso direto e em tempo real aos dados produzidos, o Fogo Cruzado permite que os interessados utilizem as informações coletadas, façam análises e contribuam para o desenho de melhores políticas públicas", explica Maria Isabel Couto, gestora de dados do Fogo Cruzado.

Para o jornalista Sérgio Spagnuolo, editor da agência de dados Volt Data Lab, que desenvolveu a plataforma, a abertura dos dados é uma medida que pode facilitar o estudo da segurança pública, colaborando para políticas mais eficazes. "Com os dados estruturados em uma plataforma específica, será possível que as pessoas acessem facilmente informações valiosas do Fogo Cruzado, permitindo comunicação com outros dados e até mesmo a elaboração de políticas de segurança nas cidades de atuação. Esse tipo de abertura de informações está em linha com as melhores práticas de dados abertos", destacou.

Mas o que isso significa de fato? De acordo com a Open Knowledge Internacional, os dados são abertos quando qualquer pessoa pode livremente acessá-los, utilizá-los, modificá-los e compartilhá-los para qualquer finalidade, estando sujeito, no máximo, a exigências que visem preservar sua proveniência e sua abertura. Ou seja, citando a fonte, as pessoas podem desenvolver projetos independentes com nossos dados, sem a necessidade de que a equipe do Fogo Cruzado gere um banco de dados específico ou recorte de informação. Quem acessa o dado bruto - e tem conhecimento específico no tratamento de dados -  pode trabalhá-lo como desejar, já que as informações estarão sob uma licença aberta.

TRANSPARÊNCIA - Para o poder público, ter dados abertos é uma obrigação legal. Para nós, do Fogo Cruzado, é um compromisso com a democracia. Todos podem acessar, usar e contribuir para uma sociedade mais segura.

Se o dado não pode ser encontrado e indexado na Web, ele não existe. Se não estiver aberto e disponível em formato compreensível por máquina, ele não pode ser reaproveitado. E se algum dispositivo legal não permitir sua replicação, ele não é útil.

O Fogo Cruzado nasceu de uma carência de informações. Não havia dados compilados sobre tiroteios no Rio - e em nenhum estado. "Foi preciso gerar esses dados. Distribui-los é parte de nossa missão. O Fogo Cruzado acredita no conhecimento livre", disse a comunicação da plataforma.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.