Medellín Colombianos são presos no Sertão por agiotagem e lavagem de dinheiro A Operação Medellín que resultou na prisão dos acusados está vinculada à operação Nacional #PC27 em todos os estados da federação

Publicado em: 25/04/2019 11:59 Atualizado em: 25/04/2019 14:56

Com os acusados foram encontrados R$ 8 mil e mais 400 dólares e máquinas de cartão de crédito. Crédito: Polícia Civil/Divulgação
Com os acusados foram encontrados R$ 8 mil e mais 400 dólares e máquinas de cartão de crédito. Crédito: Polícia Civil/Divulgação
A Polícia Civil de Pernambuco prendeu três colombianos acusados de crime de agiotagem e lavagem de dinheiro. Eles foram presos na cidade de Petrolina, no Sertão do São Francisco, após o cumprimento dos mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz da 2ª Comarca de Petrolina. A equipe da 214 DP, coordenada pelos delegados Daniel Morreira e Gregório Bezerra, deflagrou a Operação Medelín. 

A Operação Medellín está vinculada à Operação Nacional #PC27, que ocorreu ontem em todos os Estados da Federação e Distrito Federal. As Prisões em Flagrante se deram pelos crimes de Agiotagem e Associação Criminosa.

Além do dinheiro foram apreendidos celulares e cadernos com a contabilidade do esquema. Crédito:Polícia Civil/Divulgação
Além do dinheiro foram apreendidos celulares e cadernos com a contabilidade do esquema. Crédito:Polícia Civil/Divulgação
Com os presos foram encontrados cerca de 8 mil reais e 400 dólares, além de centenas de cartões de visitas voltados para a prática de empréstimo com pagamento diário a cerca de 20% de juros e ainda vários cadernos de anotação, onde constam centenas de transações realizadas pela referida associação.
 
Foi ainda apurado que a associação possui atuação interestadual, atuando nas cidades de Petrolina, Juazeiro, Remanso, Casa Nova e Sobradinho, possuindo mais de 600 clientes, inicialmente contabilizados.

 Em sede de interrogatório os envolvidos confessaram a prática  do fato, bem como que o Wbeimar seria o líder. Foram presos: Wbeimar Guillermo Zuluga Castano (vulgo Francisco), Leon Ospina (vulgo Diego) e Jader Andres Montoya, que serão encaminhados  a audiência de Custódia do plantão judiciário de Petrolina, onde ficarão à disposição da justiça.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.