Inclusão Jornalista cego ensina imprensa a abordar de forma correta as deficiências

Publicado em: 21/04/2019 14:08 Atualizado em: 21/04/2019 15:14

Foto: reprodução Facebook
Foto: reprodução Facebook
O jornalista Ednilson Sacramento faz oficina, na segunda-feira (29), sobre como a imprensa pode abordar, de forma ética e adequada, a temática da deficiência em reportagens, programas de rádio e TV, além de publicações na internet. Ednilson é cego e usará a própria experiência para capacitar outros colegas da área de comunicação.

Jornalistas, produtores culturais e demais profissionais de imprensa terão a oportunidade de atualizar termos e expressões comuns ao segmento das pessoas com deficiência e de gerar boas pautas na produção de notícias e conteúdos acessíveis nas redes sociais.

A oficina é um desdobramento da pesquisa de TCC de Sacramento, que dedicou seus estudos para editar um guia prático sobre o tema, que ele planeja lançar. Ele é o primeiro estudante cego a formar-se no curso de jornalismo da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (FACOM/UFBA).

A oficina Pauta eficiente acontece de 8h30 às 12h30 e custa R$ 50. Será no auditório do Instituto de Cegos, na Rua Guilherme Pinto, 146,no bairro das Graças, no Recife. As inscrições podem ser feitas pelo email programaresgatandoacidadania@gmail.com. Mais informações com o próprio Ednilson, pelo 71 99258.1961.

Esses são os principais assuntos que integram os conteúdos da oficina:

Tipos de deficiência
Preparando a cobertura jornalística
Jornalismo impresso
Rádio e TV
Internet
Entrevistando pessoas com deficiência
Critérios e sugestões de pauta
Como encontrar fontes e especialistas
Datas comemorativas
Legislação
Expressões e terminologias

O que: Oficina de Comunicação Pauta Eficiente, com Ednilson Sacramento
Quando: Segunda, 29 de abril de 2019
Hora: Das 08:30 as 12:30 h
Quanto: R$ 50
Onde: Auditório do Instituto de Cegos - Rua Guilherme, Pinto, 146, Graças



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.