Operação Coach PF apreende veículos de luxo na capital e RMR

Publicado em: 16/04/2019 07:26 Atualizado em: 16/04/2019 07:30

Foto: Polícia Federal/divulgação
Foto: Polícia Federal/divulgação
A Polícia Federal apreendeu quatro veículos de luxo em uma operação realizada no Recife, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho. A Operação Coach, como foi chamada, é continuidade de uma investigação iniciada em 2016 dentro da Operação Manager, quando foi descoberto um esquema de concessão irregular de benefícios previdenciários a moradores do Cabo de Santo Agostinho. Chefiavam a quadrilha o então gerente da Agência da Previdência Social do INSS de São Lourenço da Mata e o na época presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Cabo. Após apresentação de documentação falsa, o benefício era concedido a pessoas consideradas pobres, que, em seguida, eram convidadas a obter empréstimos consignados. A maior parte do dinheiro emprestado era entregue à quadrilha.

A PF calcula em R$ 34 milhões o prejuízo aos cofres públicos. Na época, foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva, seis mandados de busca e apreensão, além de quatro mandados de condução coercitiva. Os investigados foram denunciados pelos crimes de lavagem de dinheiro, estelionato contra o INSS, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema do governo e associação criminosa. Os veículos foram apreendidos no último dia 12 em cumprimento a nove mandados de busca e apreensão. Os carros (dois Honda Fit e Civic e dois Toyotas SW4 e Bandeirantes) serão colocados em leilão.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.