Diario nos Bairros Santos Dumont: um parque ainda a ser explorado Pouco conhecido por parte dos recifenses, espaço público oferece dezenas de atividades esportivas com equipamentos novos no bairro do Setúbal

Por: Rosália Vasconcelos

Publicado em: 05/04/2019 07:57 Atualizado em: 05/04/2019 08:01

Atletas de todas as idades treinam e se divertem na pista inaugurada após as reformas da área pública. Foto: Paula Maestrali/Esp.DP.
Atletas de todas as idades treinam e se divertem na pista inaugurada após as reformas da área pública. Foto: Paula Maestrali/Esp.DP.
Berço de muitos atletas profissionais e de base, o maior centro esportivo do Recife, o Parque Santos Dumont, está localizado no coração de Setúbal, mas o equipamento ainda é pouco conhecido dos recifenses, até mesmo para muitos moradores da Zona Sul da capital. Há dois anos, o espaço vem passando por amplas reformas, capacitando-o a receber competições de alto rendimento nacionais e internacionais. É caso da Taça Brasil de Futsal Sub-17, que acontece do dia 7 ao dia 13 deste mês no Parque Santos Dumont, sendo o segundo grande evento nacional que recebe após a requalificação.

Com 44 anos de existência e ofertando 36 modalidades esportivas numa área de 89 mil m2, um dos desafios da Secretaria Executiva de Esportes de Pernambuco é dar ao equipamento a visibilidade que ele merece e fazer a população se apropriar como parque e espaço de cultura e lazer.

“Posso falar com propriedade porque já fui muito crítico do Parque e Centro Esportivo Santos Dumont. Em todos esses anos, ele não tinha recebido os devidos cuidados e atenção, era maltratado, o que não atraía a população. De dois anos para cá, vem recebendo investimentos, oferecendo escolinhas, oficinas e competições para que as pessoas possam conhecer as potencialidades do equipamento, num processo de melhoria contínua”, disse o secretário executivo de Esportes, Diego Perez.

No ano passado, foram inauguradas as pistas de skate e de atletismo, os campos de futsal, tênis, de futebol, Centro de Esportes de Praia, Centro de Dança e Ginástica e o espaço dojô de artes marciais. Também possui aulas de dança, ioga, academia da cidade, pista de cooper, parcão, áreas de convivência para jogos de mesa, artesanato ginásio e área verde.

Até julho, será inaugurado o parque aquático, com uma piscina olímpica, uma piscina semiolímpica aquecida e uma arquibancada, dentro dos padrões exigidos pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Outro espaço a ser inaugurado dentro do parque, até julho, é o centro administrativo, onde funcionará a sede da Secretaria estadual de Esportes.

“Quando o Parque Santos Dumont estiver funcionando de forma plena, vamos começar outras obras de ampliação para oferecer atividades que hoje não temos lá, como tiro com arco e tênis de mesa, além da reforma da quadra externa de iniciação de basquete”, adiantou Perez. Iniciadas em 2017, o projeto de requalificação custou R$ 18,8 milhões, sendo R$ 16 milhões oriundos da União.

O vigilante e capoeirista Orlando Batista, 36 anos, é um dos que aproveita bastante o equipamento. Além de treinar na área, tem os dois filhos matriculados nas escolinhas de atletismo e karatê, oferecidas pelo centro esportivo. “Essa área aqui é muito boa, sobretudo porque ocupa os jovens e as crianças, que estariam ociosas em casa ou na rua. Acho que no fim de semana, poderia promover atividades, ampliar o parque, para trazer outras pessoas para cá”, opinou Orlando.

A vendedora Josineide Marques, 38, quase diariamente está no Santos Dumont, seja para caminhar, seja para trazer seus dois filhos para as atividades do centro. Yasmin, 6 anos, faz atletismo e Matheus, 10 anos, está investindo no futebol society. “Eu quero ser jogador de futebol profissional e seguir os passos da minha prima Pamela, que é do atletismo profissional e começou aqui. Na segunda, vou fazer o teste no Sport Clube do Recife. Tenho 90% de chance de conseguir uma vaga no infantil, segundo meu treinador, graças ao trabalho que venho desenvolvendo aqui”, disse o pequeno Matheus, muito animado. Até julho será aberto um parque aquático com uma piscina olímpica, piscina semiolímpica aquecida e arquibancada.

NÚMEROS

89 mil
METROS QUADRADOS DE ÁREA

4,8 miL
VAGAS EM ATIVIDADES ESPORTIVAS 100% PREENCHIDAS PELA POPULAÇÃO

R$ 18,8 milhões
FOI O VALOR INVESTIDO NO PROJETO DE REQUALIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.