Sustentabilidade Recife adere à Hora do Planeta com caminhada noturna sustentável

Publicado em: 27/03/2019 12:46 Atualizado em: 27/03/2019 14:04

Caminhada vai até o Cais do Sertão. Foto: Arquivo DP.
Caminhada vai até o Cais do Sertão. Foto: Arquivo DP.
O Recife terá uma Caminhada Noturna Sustentável, neste sábado (30), como participação na Hora do Planeta 2019. Dentro do Olha! Recife, o tour vai contar a evolução urbana do Recife nos aspectos de energia e transportes urbanos, em paralelo às emissões de gases de efeito estufa ao longo do período. A concentração da caminhada terá início na Praça do Arsenal, às 19h, e terminará no Cais do Sertão, às 21h30.

Em todo o percurso, terão projeções de imagens de como eram os locais no passado, com a Eletrobike do artista multimídia Mozart Santos. A bicicleta equipada com som irá iluminar as paredes, árvores, calçadas, com interatividade e animações que brincam com o público através de vídeos manipulados em tempo real. Além disso, para chamar atenção para o desperdício de recursos e estimular a sustentabilidade, serão apagadas as luzes da Praça do Arsenal e Cais do Sertão na medida que a caminhada passar.

O Olha! Recife é um projeto de sensibilização turística da Prefeitura do Recife. Para participar, os interessados devem se inscrever pelo site www.olharecife.com.br, a partir das 9h desta sexta-feira (29). Os tours são gratuitos, mas é solicitado que os participantes levem 1kg de alimento não perecível.

Hora do planeta
A Hora do Planeta (ou Earth Hour) é um movimento anti-aquecimento global da ONG WWF para mobilizar a sociedade em torno da luta contra o aquecimento global, realizada desde 2007. Em um período de 60 minutos (correspondente a 1 hora) do último sábado de março de cada ano, governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a apagar as luzes para demonstrar sua preocupação com o aquecimento global.

O recifense é convidado a também apagar as luzes de suas casas e de estabelecimentos comerciais, unindo-se ao internacional, neste sábado. Desde uma única cidade em 2007 - Sidney, na Austrália - a adesão ao movimento chegou em 2016 a mais de 9 mil cidades de 178 países. Normalmente, apagam-se as luzes de monumentos conhecidos internacionais como o Coliseu de Roma, a ponte Golden Gate em São Francisco, a Torre Eiffel em Paris e a Opera House, em Sydney, entre outros ícones mundiais.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.