Prevenção Profissionais da saúde do Recife receberão treinamento sobre tuberculose

Publicado em: 22/03/2019 20:20 Atualizado em: 22/03/2019 20:29

Crédito: Jaqueline Maia/DP/DA Press
Crédito: Jaqueline Maia/DP/DA Press

Para lembrar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, celebrado neste domingo (24),  ocorrerá, na próxima semana, uma ação educativa de prevenção para usuários do SUS, na Upinha UR 4/5, no Ibura. Também como parte da programação, 1,6 mil profissionais serão capacitados, terça (26) e quarta-feira (27).

O encontro de treinamento de profissionais acontecerá na Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Educadores do Recife Professor Paulo Freire, na Madalena, entre 8h e 17h, nos dois dias. Foram convidados médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde, odontológos, técnicos de saúde bucal, técnicos de enfermagem e também equipes dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Na sexta-feira (29), entre 8h e 12h, a ação é para a população em geral, na Upinha UR 4/5, no Ibura. Lá, as pessoas poderão fazer coleta do escarro e o teste de Mantoux, usados no diagnóstico da tuberculose, para identificar as bactérias que causam a doença. Além disso, os pacientes farão teste rápido de HIV e também assistirão a palestras sobre os sintomas, formas de prevenção e contágio, além de aprenderem mais sobre a importância do diagnóstico precoce.

A coordenadora Municipal de Tuberculose do Recife, Silvana Lira, reforça a importância das ações educativas como estratégia para controle da doença. “É essencial que a população saiba identificar os sintomas, como a tosse por mais de duas semanas, febre e perda de peso. Caso o paciente tenha esses sintomas, é fundamental que ele procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência, para que o tratamento, que é fornecido de forma gratuita pelo SUS, seja iniciado de imediato”, explicou Silvana.

TUBERCULOSE – A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada por uma bactéria. Ela afeta vários órgãos, como pulmões, ossos, sistema nervoso e intestino. O tratamento é feito por antibióticos e dura, em média, seis meses.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.