Smartphone Celular que promete foto da lua chega ao Brasil

Por: André Clemente - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/05/2019 12:40 Atualizado em: 05/05/2019 14:02

Foto: Ricardo Fernandes/DP.
Foto: Ricardo Fernandes/DP.
A chinesa Huawei CBG chega ao Brasil e já abre a disputa por mercado com um apelo grande do consumidor brasileiro: fotos e vídeos. A marca, terceira maior fabricante de smartphones do mundo, com mais de 200 milhões de unidades vendidas, chega às prateleiras nacionais a partir de 17 de maio. A aposta é a linha Huawei P30, nas versões Pro e Lite, recém-lançada globalmente em Paris. A priori, as lojas físicas ficarão em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Consumidores do Nordeste, assim como de outras regiões, poderão adquirir pelos parceiros de e-commerce: da Vivo e das redes Fast Shop, Ponto Frio, Casas Bahia, Magazine Luiza, Americanas, Shoptime e Submarino. Para neutralizar ruídos da “novidade”, a empresa vem forte com um pós-venda que garante dois anos de garantia e rede de assistência, que, em algumas localidades, vai oferecer reparos em até uma hora. Os modelos chegam por de R$ 2.499 (lite) e R$ 5.499 (Pro).

A escolha do produto para entrar no Brasil partiu de análise do consumidor. De acordo com o diretor de vendas para operadoras (Huawei consumer business Brasil), José Luiz do Nascimento, o levantamento buscava as principais queixas do consumidor brasileiro. “As grandes queixas eram qualidade da câmera, tamanho da memória dos aparelhos e a durabilidade da bateria. Então, o P30 Pro foi o modelo ideal para zerar as queixas. É o melhor modelo da companhia hoje, para mostrar o respeito que a gente chega ao Brasil”, destacou em entrevista, em evento de lançamento do produto no Brasil, na última terça-feira, no Palácio Tangará, em São Paulo.

O HUAWEI P30 Pro traz um novo sistema quádruplo de câmeras da Leica (Leica Quad Camera), com inteligência artificial, incluindo câmera principal de 40MP com sensor Super Spectrum, câmera de 20MP ultra grande angular, câmera de telefoto de 8MP, a câmera HUAWEI Time-of-Flight (TOF), e uma câmera frontal de 32MP para um novo nível de selfies.

Outro recurso de apelo com o público é o SuperZoom, que permite ampliação de alta fidelidade de até 5x com o zoom óptico, 10x com o zoom híbrido e 50x com o zoom digital, por meio de um design de periscópio. Adicionalmente, as lentes SuperZoom permitem closes nítidos, enquanto o editor de vídeo com inteligência artificial permite aos usuários adicionar música de fundo e efeitos especiais.

Já o RYYB Super Spectrum Sensor desvia do tradicional filtro RGBG Bayer, substituindo os pixels verdes por pixels amarelos superiores, gerando um ISO máximo de 409,600 no Huawei P30Pro. Com essa mudança fundamental na tecnologia de sensores, juntamente com o uso de pixels maiores, a Huawei oferece experiências extraordinárias de fotografia e videografia em uma ampla gama de cenários e condições de iluminação. Graças a um ângulo de visão de mais de 120 graus, imagens panorâmicas podem ser capturadas com bastante facilidade e qualidade. Essa câmera também pode ser usada para tirar fotos em macro com o objeto apenas 2,5 cm à frente da lente.

Presente em 170 países, a estratégia para começar do zero no Brasil é buscar a admiração do consumidor. “O mercado brasileiro é um dos quatro maiores do mundo e a gente não tem participação quase nenhuma de mercado. O plano de ação é conquistar o cliente e tornar a Huawei uma marca desejada”, pontuou Nascimento.

*O repórter viajou a convite da Huawei


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.