Crítica Lula: general que não é nacionalista não merece ser general

Por: Agência Estado

Publicado em: 13/06/2019 22:04 Atualizado em: 13/06/2019 22:19

Foto: Reprodução/Twitter (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em entrevista exibida pela Rede TVT na noite desta quinta-feira (13) que general que não é nacionalista não merece ser general. Na crítica à ala militar do governo do presidente Jair Bolsonaro, Lula disse que general que aceita se subordinar a um presidente que bate continência para a bandeira dos Estados Unidos não merece ser general.

O ex-presidente disse que sempre teve uma boa relação com os militares e que é preciso ter consciência de que eles existem para defender a soberania nacional.

Mídia

O ex-presidente também defendeu a regulação dos meios de comunicação e fez críticas à Rede Globo. "É preciso regular os meios de comunicação, não podem poucas famílias serem donas dos meios de comunicação."

Judiciário

Na entrevista, Lula criticou o sistema judiciário, em especial, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Ministério Público (MP). "A bem deste País, a Suprema Corte tem que ter coragem de assumir papel de guardiã da Constituição", e, mais tarde, disse, "eu espero que a Suprema Corte recupere o padrão de confiança que nunca pode perder". À Operação Lava Jato, Lula teceu mais críticas: "(O procurador Deltan) Dallagnol não poderia mais pegar na Bíblia porque mentiu".

E fez uma provocação: "Eu não precisava de advogado. Se tem um cara que não precisava de defesa sou eu, porque o meu processo é 100% decisão política. Não tem nada de processo".



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.