Turismo Bolsonaro escolhe o pernambucano Gilson Machado Neto para presidir Embratur

Publicado em: 19/05/2019 15:54 Atualizado em: 19/05/2019 16:38

Gilson Machado Neto foi um dos apoiadores na campanha de Bolsonaro no estado. 
Foto: Reprodução/Instagram (Gilson Machado Neto foi um dos apoiadores na campanha de Bolsonaro no estado. 
Foto: Reprodução/Instagram)
Gilson Machado Neto foi um dos apoiadores na campanha de Bolsonaro no estado. Foto: Reprodução/Instagram

Em nota enviada à imprensa, o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, elogiou a nomeação do empresário pernambucano Gilson Machado Neto, nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para a presidência do Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur). “Quero parabenizar Gilson Neto e desejar a ele boa sorte na missão de ajuda a fomentar o Turismo no Brasil. Pernambuco vai trabalhar em conjunto com a Embratur. Tenho certeza que faremos muitas parcerias no sentido de desenvolver e interiorizar o turismo no nosso estado”, ressaltou o secretário.

Inicialmente, o empresário foi convidado por Bolsonaro para chefia da Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, cargo que ainda ocupa, mas chegou a Brasília bem antes da posse do presidente para atuar na equipe de transição. Gilson Machado Neto vai substituir o empresário Paulo Senise, que ficou no cargo apenas uma semana. Ele foi nomeado no dia 9 de maio, trabalhando no cargo apenas três dias, sendo demitido por Jair Bolsonaro na última quinta-feira (16). A notícia da demissão foi dada pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

De acordo com o site Congresso em Foco, parlamentares da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados consultados afirmam que o setor reagiu mal à saída de Senise, especialmente no Rio de Janeiro. No ramo há mais de quatro décadas, dirigiu por 11 anos no Rio Convention Bureau e presidiu, de 2015 a 2018, a Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro (TurisRio) de 2015 a 2018.

Ao Congresso em Foco Senise afirmou que não houve explicações para a saída. “Disseram que foi uma decisão do presidente. Sem justificativa”, relatou o ex-presidente da Embratur, que disse, ainda, ter sido indicado para a função pelo trade turístico do Rio de Janeiro. Já o empresário pernambuco Gilson Machado Neto é dono da Pousada Villas Taturé, situada na Praia do Toque, em São Miguel dos Milagres, no litoral Norte de Alagoas. Ele também é sanfoneiro e integrante da banda de forró Brucelose. Em Pernambuco, Gilson Machado foi um dos apoiadores de Jair Bolsonaro na campanha para presidente da República. A reportagem do Diario de Pernambuco tentou falar com o empresário, mas ele não localizado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.