governo bolsonaro 'Vai virar faroeste', diz Silvio Santos a Bolsonaro sobre liberação de arma

Por: Hamilton Ferrari - Correio Braziliense

Publicado em: 06/05/2019 08:05 Atualizado em:

É tradição presidentes irem ao Programa Silvio Santos. Foto: Alan Santos/PR
É tradição presidentes irem ao Programa Silvio Santos. Foto: Alan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro foi o entrevistado na edição desse domingo (5) do Programa Silvio Santos, no SBT. Dentre vários temas, ele tratou sobre reforma da Previdência, liberação do uso de armas de fogo, radares em rodovias e saúde pública. Sobre a flexibilização das regras para uso de armas, o apresentador disse ao presidente que o Brasil "vai virar um faroeste". 

Bolsonaro negou e comparou com regiões dos Estados Unidos, onde a posse é liberada. Silvio Santos retrucou que, no país norte-americano, as leis são rígidas, deixando os criminosos presos após os atos. O presidente disse que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, já encaminhou projeto para endurecer penas e tornar a legislação mais dura no Brasil. 

Além disso, ele destacou que a reforma da Previdência vai beneficiar os mais pobres. O texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) está em tramitação no Congresso Nacional. Bolsonaro declarou que a maioria dos parlamentares têm consciência de que a matéria precisa ser aprovada, mas reconheceu que há resistência de alguns setores da sociedade. Também destacou que a reforma vai beneficiar estados que estão passando por dificuldades financeiras.

Silvio Santos fez perguntas de assuntos pessoais do presidente, como idade, filhos, signos, relacionamento com a esposa, Michelle Bolsonaro. Sobre ter uma filha de oito anos, Bolsonaro brincou: "É uma prova que eu ainda estou na ativa, sem aditivo". O chefe do Executivo também respondeu sobre o episódio em que levou uma facada, durante a campanha eleitoral do ano passado. Ele comentou que a maioria da população que necessita não tem dinheiro para comprar uma bolsa de colostomia. 

Segundo ele, a saúde é um dos principais problemas do Brasil, ficando atrás apenas da corrupção. "Que é persistente ainda, com certeza", ressaltou Bolsonaro. 

Programa Silvio Santos
O programa foi gravado na última quinta-feira (2/5) e foi ao ar neste domingo (5/5). Logo no início, Silvio Santos mostrou um vídeo de uma apresentação do comediante Serginho Mallandro no Rio de Janeiro, em que Bolsonaro estava presente no palco. A peça ocorreu antes das eleições. No vídeo, o humorista insiste que, para o então candidato ser vitorioso no pleito, teria que dizer "Rá, inhenhé, glugluglu" — marca registrada do comediante. 

É tradição a ida de presidentes ao Programa Silvio Santos. Em 28 de janeiro de 2018, o então presidente Michel Temer, em uma participação que durou pouco menos que 14 minutos, tratou sobre a reforma da Previdência. A visita da ex-presidente Dilma Rousseff ocorreu em 5 de maio de 2016, quando ela "reconheceu serviços relevantes prestados às comunicações" por parte de Silvio Santos, atribuindo-lhe a Ordem do Mérito das Comunicações, conforme publicado no Diário Oficial da União. Antes dela, Luiz Inácio Lula da Silva conversou com o apresentador em 2008 e em 2010.  

(Com informações da Agência Estado)


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.