Visita Em Londres, Trump se reúne com rainha e critica prefeito

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 03/06/2019 22:51 Atualizado em:

Foto: Dominic Lipinski/Pool/AFP (Foto: Dominic Lipinski/Pool/AFP)
Foto: Dominic Lipinski/Pool/AFP
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se encontrou nesta segunda-feira (3) com a rainha Elizabeth 2ª, no primeiro compromisso oficial de sua visita de três dias ao Reino Unido.

Acompanhado da primeira-dama, Melania, o republicano foi recebido pela rainha e pelo príncipe herdeiro, Charles, no Palácio de Buckingham.
 
Trump e o príncipe depois saíram para passar os guardas em revista e, à tarde, tomaram chá juntos.

No início da noite, a rainha deu um jantar de gala para 2.000 pessoas no palácio em homenagem ao americano.

"Hoje nós celebramos uma aliança que tem ajudado a garantir a segurança e a prosperidade de nossos povos por décadas, e que eu acredito que durará por muitos anos ainda", disse Elizabeth 2ª em um brinde ao presidente americano.

Trump elogiou a rainha relembrando um episódio da 2ª Guerra Mundial em que ela consertou o motor de um caminhão militar. "Aquela jovem mecânica era a futura rainha –uma grande, grande mulher", disse.

Esta é a 113ª vez que Elizabeth, 93, recebe uma visita de Estado. Embora a rainha tenha se reunido com todos os 13 presidentes americanos que governaram durante seu reinado (exceto Lyndon Johnson), apenas Trump, Barack Obama e George W. Bush foram recebidos em visitas de Estado.

Trump já tinha viajado ao Reino Unido no ano passado, mas a viagem não tinha esse status, o de maior prestígio na diplomacia.

Na terça (4), o americano vai se encontrar com a primeira-ministra britânica, Theresa May, que deve deixar o cargo no próximo mês, em meio à crise política gerada pela indefinição sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, o brexit.
 
Nesse cenário, parte da oposição trabalhista criticou o convite feito por May à visita de Trump, e protestos contra o americano ocorrem na cidade.

O americano não fugiu da polêmica e antes de desembarcar no Reino Unido voltou a criticar o prefeito de Londres, Sadiq Khan, que no domingo (2) tinha sido uma das vozes a reclamar da visita.

"Sadiq Khan, que segundo todas as informações está fazendo um péssimo trabalho como prefeito de Londres, está sendo insensivelmente rude com o visitante presidente dos Estados Unidos, de longe o mais importante aliado do Reino Unido", escreveu o americano nas redes sociais.

"Ele é um fracassado insensível que deveria se concentrar no [aumento do] crime em Londres, não em mim", completou. Trump também comparou Khan ao prefeito de Nova York, Bill de Blasio, crítico e desafeto do presidente americano.

Nos últimos dias, antes de a visita ocorrer, Trump já havia criado outras polêmicas. Recomendou ao Reino Unido que abandone a União Europeia (UE) sem acordo, caso o país não seja atendido em suas demandas, e que não pague a conta do divórcio.

"Se você não consegue o acordo que deseja, se você não consegue um acordo justo, então você vai embora", disse o presidente em entrevista ao jornal britânico Sunday Times.

Na sexta-feira (31), desta vez ao The Sun, o americano afirmou que o ex-ministro britânico das Relações Exteriores Boris Johnson seria um premiê excelente quando foi perguntado sobre os 12 aspirantes ao cargo de Theresa May.

"Boris faria um ótimo trabalho. Acredito que seria excelente", disse o presidente.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.