racismo Sephora treinará funcionários contra o racismo após incidente com a cantora SZA

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 03/06/2019 08:38 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Sephora
Foto: Reprodução/Sephora
A rede de perfumaria e cosmética Sephora fechará na quarta-feira suas lojas e escritórios nos Estados Unidos para dar um treinamento a seus funcionários contra o racismo após um incidente com a cantora SZA.

A estrela do R&B explicou no Twitter que foi parada em uma das lojas da Sephora em Los Angeles por uma agente de segurança que queria "garantir que eu não estava roubando".

A Sephora respondeu ao incidente anunciando um dia de "oficinas de inclusão" para seus funcionários que acontecerá em 5 de junho.

"Estes valores sempre estiveram no coração da Sephora e estaremos felizes em receber a todos quando voltarmos a abrir", informou a companhia em um comunicado publicado no Twitter em 24 de maio.

SZA foi indicada a vários prêmios Grammy, incluindo de artista revelação e melhor canção de R&B na edição deste ano.

A Sephora é de propriedade do grupo francês LVMH, que possui 70 marcas incluindo Louis Vuitton, Hennessy, Givenchy, Celine, Dior e Guerlain.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.