Provocação Guaidó desafia Maduro na terra natal de Hugo Chávez

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 31/05/2019 22:54 Atualizado em:

Foto: Arquivo/AFP
 (Foto: Arquivo/AFP
)
Foto: Arquivo/AFP
O líder opositor Juan Guaidó desafiou nesta sexta-feira (31) o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, durante uma visita a Sabaneta de Barinas, terra natal do finado presidente Hugo Chávez, no momento em que governo e oposição negociam em Oslo.

Em um rápido discurso para seus seguidores, Guaidó convocou um protesto para este sábado em Barinas (oeste), capital do estado do mesmo nome, para exigir que Maduro "cesse a usurpação" do poder.

"A solução real é, sem dúvida, que parta de uma vez por todas e nos deixe viver em paz", declarou Guaidó sobre a cabine de uma caminhonete durante esta "visita surpresa" ao Estado. 

Reconhecido como presidente interino da Venezuela por mais de 50 países, Guaidó animou a população a protestar contra a escassez de gasolina, a falta d'água e os prolongados apagões que afetam a Venezuela.

"Vamos persistir, vamos persistir em todos os terrenos de luta", exclamou o dirigente opositor em Sabaneta, cidade de 28 mil habitantes transformada em local de culto a Hugo Chávez, que nasceu no local em 28 de julho de 1954.

Em Sabaneta de Barinas, a imagem de Chávez - que morreu de câncer - está em dezenas de murais coloridos, que recordam episódios da vida do líder socialista, como a tentativa de golpe de Estado em 1992 e a vitória eleitoral de 1998.

Em Barrancas, outra cidade do estado de Barinas, Guaidó insistiu nos protestos deste sábado: "A chave é permanecer nas ruas [...]. Amanhã, toda Barinas nas ruas!".

Delegados de Guaidó e de Maduro mantiveram esta semana uma primeira reunião em Oslo, como parte das tratativas para resolver a crise na Venezuela.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.