economia Cuba converte dívida com Espanha, mas atraso de pagamentos preocupa

Publicado em: 06/05/2019 17:03 Atualizado em:

O anúncio foi feito pela ministra da Indústria, Comércio Exterior e Turismo da Espanha, Reyes Maroto - Foto: AFP/Photo
O anúncio foi feito pela ministra da Indústria, Comércio Exterior e Turismo da Espanha, Reyes Maroto - Foto: AFP/Photo
Cuba converterá em investimentos 375 milhões de euros de dívida com a Espanha, país que está preocupado com o não pagamento de outros 300 milhões que a ilha deve a empresas ibéricas - informou nesta segunda-feira (6) a ministra da Indústria, Comércio Exterior e Turismo da Espanha, Reyes Maroto. 

"O fundo de contravalor que será ativado por 375 milhões de euros é uma boa notícia que nos permitirá continuar desenvolvendo investimentos de empresas espanholas em Cuba e fortalecendo seus laços", disse a ministra em entrevista coletiva em Havana.

O anúncio surge em um momento em que os Estados Unidos intensificam o embargo econômico que vem sendo aplicado contra Cuba desde 1962, enquanto a União Europeia se torna o maior parceiro comercial da ilha.

Por meio de um programa de conversão de dívidas, parte do dinheiro que Cuba ainda deve para a Espanha vai para projetos de investimento que basicamente facilitam o desempenho de empresas espanholas com presença na ilha.

Cuba já conseguiu converter 40 milhões de euros de dívida com a Espanha em 16 projetos que facilitaram as operações das empresas espanholas de embalagens, fabricação de rum, construção, sistema ferroviário, perfumaria, entre outros, após um acordo assinado em 2015.

A visita da ministra a Cuba faz parte das atividades da Feira Internacional de Turismo que ocorre esta semana na ilha. Maroto se reuniu com 120 empresários espanhóis, a maioria deles presentes em Cuba no turismo e na indústria.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.